WhatsApp estreia recurso de pagamentos no Brasil [atualizado]

Recurso de pagamento do WhatsApp

Depois de pouco mais de um ano de espera (e como especulado no começo deste ano), o WhatsApp finalmente implantou seu recurso de pagamento para pessoas físicas e pequenas empresas — e o Brasil é o primeiro país a ganhar a novidade!

Publicidade

Com ela, usuários poderão enviar dinheiro com segurança e fazer pagamentos para estabelecimentos comerciais locais diretamente pelas suas conversas no WhatsApp.

Usuários do WhatsApp no Brasil agora podem enviar dinheiro para amigos e familiares ou pagar uma empresa diretamente pelas suas conversas. 💸💸💸 Obrigado aos nossos parceiros de lançamento @Cielo_br, @VisaBR, @MastercardBR, @BancodoBrasil, @nubank, @sicredi e @WoopSicredi por ajudar a levar o recurso aos seus clientes.

De acordo com a empresa, pessoas físicas poderão enviar dinheiro e fazer compras no WhatsApp sem taxas. Já as empresas (pessoas jurídicas) pagarão uma taxa de processamento para receber pagamentos de clientes, uma prática comum para comerciantes que aceitam pagamentos por cartão de crédito.

Inicialmente, é possível utilizar cartões de débito e crédito das bandeiras Visa e Mastercard emitidos pelo Banco do Brasil, pelo Nubank e pela Sicredi. Contudo, o WhatsApp afirmou que “facilitará a entrada de mais participantes no futuro”. Ainda segundo a empresa, todos os pagamentos serão processados pela Cielo.

Publicidade

Quanto à segurança do recurso, será necessário informar um PIN (senha) de seis dígitos ou usar a biometria do celular (Touch/Face ID) para autorizar cada transação, a fim de evitar pagamentos e transferências não autorizadas.

Mais de 10 milhões de micro e pequenas empresas movimentam a economia brasileira, e já é muito comum mandar um zap para essas empresas para tirar dúvidas sobre produtos e fazer pedidos. Com o recurso de pagamentos no WhatsApp, além de ver os produtos no catálogo, clientes também poderão fazer o pagamento do produto escolhido sem sair do WhatsApp. Ao simplificar o processo de pagamento, esperamos ajudar a trazer mais empresas para a economia digital e gerar mais oportunidades de crescimento.

Para usar o recurso — quando ele estiver disponível —, será preciso seguir essas etapas:

  1. No mesmo menu de mídias, selecione a opção “Pagamento”;
  2. Um valor para pagamento será solicitado, mas antes disso você deverá criar a sua conta;
  3. Aceite os termos de uso da plataforma e crie uma senha numérica de seis dígitos;
  4. Você precisará informar o seu nome, CPF e um cartão emitido por um dos bancos participantes;
  5. É preciso verificar o cartão junto ao banco, recebendo um código por SMS1, email ou aplicativo do banco.

O vídeo abaixo mostra como configurar o recurso no WhatsApp Business:

O recurso de pagamentos será disponibilizado gradualmente a partir de hoje, portanto, logo todos os usuários (tanto do iOS quanto do Android) no Brasil poderão usufruir da novidade!


Ícone do app WhatsApp Messenger

WhatsApp Messenger

de WhatsApp Inc.

Compatível com iPhones
Versão 2.20.121 (151.9 MB)
Requer o iOS 9.0 ou superior

Ícone do app WhatsApp Business

WhatsApp Business

de WhatsApp Inc.

Compatível com iPhones
Versão 2.20.121 (158.1 MB)
Requer o iOS 9.0 ou superior

Atualização, por Eduardo Marques 15/06/2020 às 11:26

Aos poucos, mais informações sobre o Facebook Pay vão surgindo.

Publicidade

De acordo com o FAQ do WhatsApp, as transações entre pessoas físicas poderão ser feitas apenas via cartão de débito, e há alguns limites para operações. As transações têm um teto de R$1.000, sendo que cada pessoa pode receber até até 20 transações por dia, com um limite máximo de R$5.000 por mês.

Já nas transações envolvendo contas comerciais, é possível usar tanto cartões de débito quanto de crédito — comerciantes deverão criar uma conta Cielo via Facebook Pay, e a taxa cobrada por cada transação é de 3,99%.

Segundo o Suno Noticias, nas transações realizadas em débito, a pessoa receberá o valor em um dia; nas transações de crédito, o valor cairá na conta em até dois dias.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…