O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Logo da Apple e chip
The Burn-In

Intel continuará oferecendo suporte durante transição para chips da Apple

Apesar dos pesares, a relação entre as empresas parece boa

Após o anúncio da Apple de que fará uma nova transição nos Macs — agora para seus chips proprietários (por enquanto chamados de Apple Silicon) —, muitas pessoas caçoaram da Intel nas redes sociais por ela ter “perdido” para a Maçã. Embora seja inegável que a fabricante de chips tenha sentido o baque, ela fez questão de afirmar que continuará sendo uma parceira da Apple e que a apoiará durante a transição para os novos processadores.

Publicidade

De fato, em um comunicado enviado ao AppleInsider, a Intel disse que a Apple é uma cliente “em várias áreas de negócios” — ou seja, a relação entre as duas não se limita ao fornecimento de chips. Apesar disso, a fabricante arranjou um jeito de puxar para o seu lado e dizer que seus produtos ainda são a melhor opção para desenvolvedores:

A Intel continua focada em oferecer as experiências mais avançadas de PCs e uma ampla variedade de opções de tecnologia que redefinem a computação. Acreditamos que PCs equipados com Intel — como aqueles baseados em nossa próxima plataforma móvel “Tiger Lake” — fornecem aos clientes a melhor experiência nas áreas que eles mais valorizam, bem como a plataforma mais aberta para desenvolvedores, tanto hoje quanto no futuro.

Vale lembrar que a Apple também não está “cortando” a Intel imediatamente. Nesse sentido, durante a keynote de abertura da WWDC20 (onde o anúncio da transição foi feito), o próprio Tim Cook enfatizou que a empresa planeja oferecer suporte às futuras versões do macOS para Macs com chips da Intel nos próximos anos, e que novos computadores rodando processadores da Intel ainda serão lançados pela empresa:

De fato, temos alguns novos Macs com chips da Intel pelos quais estamos realmente entusiasmados.

Nesse sentido, mesmo com a transição para o Apple Silicon, Macs atuais ainda serão suportados por vários anos à frente. Geralmente, os produtos da Apple se tornam clássicos (ou seja, a companhia para de oferecer suporte) cinco anos após o último dia de venda de um produto — portanto, considerando que o fim da transição ocorrerá em 2022, esse suporte deverá ser oferecido minimamente até o fim de 2027, por exemplo.

Publicidade

Como informamos, a transição para o Apple Silicon inclui a atualização dos apps para macOS. Para isso, a companhia anunciou um programa com um kit para desenvolvedores composto por, entre vários recursos, um Mac mini equipado com um chip A12Z Bionic.

via AppleInsider

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Conceito de novo iMac

Kuo: iMac com novo design (e Intel) ainda este ano; aumento do custo de Macs com o Apple Silicon

Próximo Artigo
Adesivos animados no WhatsApp

WhatsApp beta começa a testar suporte a adesivos animados

Posts Relacionados