iOS 14 permite configurar toques na traseira de iPhones, reproduzir vídeos 4K no YouTube e mais!

iOS 14

A keynote de abertura da WWDC20 teve quase duas horas de duração, abordando novidades sobre cinco sistemas operacionais (iOS 14, iPadOS 14, macOS Big Sur, watchOS 7 e tvOS 14) e uma transição de chips para lá de importante. É claro que a Apple não tem como falar sobre absolutamente tudo de novo que implementou nos SOs e que você, mesmo acompanhando tudo de perto, tenha identificado todas as novidades.

Publicidade

Nós já tratamos de fazer um bom compilado destacando as letras miúdas, ou seja, aquelas novidades que nem mesmo a Apple deu muita bola — ou até mesmo não mencionou —, mas que são, sim, importantes e merecem ser conhecidas. Pois agora estamos de volta com uma segunda leva. Vamos lá?

iOS 14

Tocar na Traseira (Back Tap)

Nosso leitor @vini_1914 mostrou uma novidade de acessibilidade que mais parece bruxaria: você poderá configurar ações para quando der dois ou três toques parte traseira (sim, no vidro — ou na sua case) no iPhone, fazendo com que ele realize uma determinada tarefa.

O Bruno Nascimento nos mandou o que pode ser configurado — e vejo só a grande possibilidade de ações! 🤯

YouTube em 4K

Não é apenas a Apple TV 4K que finalmente passará a reproduzir vídeos do YouTube em resolução 4K: isso agora será possível também em iPhones, como nos mostrou o Vinicius Pinheiro.

Navegadores e clientes de email padrão

Isso não é novidade — quer dizer, é, mas nós já falamos. O que você pode não saber, como alertou Rene Ritchie, é que os desenvolvedores precisam oferecer seus aplicativos para que eles possam ser configurados dessa forma — então, não se surpreenda caso você esteja testando o iOS/iPadOS 14 e não tenha aparecido nenhum app para selecionar nessa área.

Mapas

Novidades envolvendo os Mapas da Apple são sempre incógnitas, afinal a expansão desses recursos é demasiadamente lenta. Mas se isso chegar ao Brasil, ótimo!

Me refiro a novos alertas os quais avisam quando nos aproximamos de radares/câmeras (seja de velocidade ou de sinais) ao longo do percurso. Você também poderá ver onde exatamente as câmeras individuais estão localizadas no mapa.

Fotos melhores em aparelhos antigos

É isso mesmo que você leu: segundo a Apple, usuários poderão tirar fotos até 90% mais rápidas, com até 4 quadros por segundo; além disso, fotos no Modo Retrato estão até 15% mais rápidas.

No Modo Noite, a câmera usará o giroscópio para fornecer um indicador de orientação, a fim de ajudar fotógrafos a permanecerem firmes durante a captura. Também haverá uma opção para cancelar uma foto no meio da captura, em vez de esperar tudo terminar.

Publicidade

Há um novo controle de compensação de exposição para fotos que permite bloquear a exposição e o foco da câmera de forma separada. Além disso, uma nova opção permite capturar fotos sequenciais pressionando o botão de aumentar volume, e o botão de diminuir volume permite capturar vídeos em QuickTake.

Por fim, uma nova opção nas configurações permite capturar selfies espelhadas, que refletem a visualização da câmera frontal (em vez de selfies invertidas).

Tela de início

As configurações da tela de início podem ser personalizadas nos Ajustes, onde você também poderá optar por adicionar novos aplicativos à tela de início ou apenas à nova Biblioteca de Aplicativos.

App Arquivos

Ele agora conta com suporte a unidades externas que usam o formato APFS criptografado.

Sleep Mode

A Central de Controle dos iPhones agora conta com uma nova opção que escurece a tela e ativa o Não Perturbe.

Privacidade

Quando aplicativos solicitam acesso ao app Fotos, você poderá conceder acesso apenas para selecionar algumas fotos em vez de toda a biblioteca. Aplicativos também precisam pedir permissão para encontrar e conectar-se a dispositivos numa rede local.

Quando conectado a uma rede Wi-Fi, uma nova opção para usar endereço privado existe a fim de impedir que operadoras rastreiem seu iPhone. O recurso pode ser encontrado em em Ajustes, ao tocar na rede Wi-Fi que você está usando.

App Podcasts

A nova versão do app (disponível no iOS, no iPadOS e no macOS) oferece sugestões selecionadas para usuários descobrirem novos podcasts com mais facilidade.

Reconhecimento de Som

Quem aqui lembra de um artigo sobre a Apple e a Universidade Carnegie Mellon estarem investigando como o HomePod poderia tornar sua casa inteligente sem equipamentos modernos?

Pois parece que tudo isso já virou realidade — não no HomePod, mas no iOS em si —, como nos alertou o leitor Erasmo Bellumat.

O iOS 14 vem com suporte para Reconhecimento de Som em Acessibilidade. Seu telefone agora pode ouvir sons específicos — um bebê chorando, alarme de fumaça, água corrente, etc. — e notificá-lo.
Recurso incrível para todos os tipos de usuários – inclusão no seu melhor. #WWDC2020

Incrível, hein!

Biblioteca de Apps e widgets no iPadOS

Duas das grandes novidades do iOS 14 são a Biblioteca de Aplicativos (App Library), um novo espaço no final das páginas da tela inicial que organiza automaticamente todos os seus aplicativos em uma exibição simples e fácil de navegar, e os novos widgets que podem ser posicionados em meio aos ícones de apps.

Bem, essas novidades serão apenas do iOS 14 mesmo, pois o iPadOS ficou de fora. Quer dizer, o iPadOS até recebe os novos widgets com visuais renovados, formatos e tamanhos variados, mas eles ficarão restritos à área esquerda da tela inicial — assim como, no macOS Big Sur, rodarão junto à Central de Notificações apenas.

Talvez a Apple tenha tomado essa atitude pois a tela do iPad é bem maior que a de iPhones, então você consegue colocar mais ícones e, consequentemente, não tem tantas páginas de apps assim no tablet. Ou quem sabe, a busca universal seja a resposta da Apple para você abrir apps… mas que não custava muito ela ter implementado, isso nós temos que concordar.

WebP no Safari 14

Boas novas para usuários do Safari: a nova versão do navegador terá suporte a WebP.

Trata-se de um formato de imagem desenvolvido pelo Google e anunciado em 2010, o qual fornece compactação e tamanhos de arquivo menores em comparação com JPEG ou PNG. Comparado aos JPEGs, o WebP oferece tamanhos de arquivo de 25% a 35% menores para a mesma qualidade.

Como eles também pode ser animados, o formato pode muito bem ser um substituto de GIFs.

Force Touch no watchOS 7

A Apple já se livrou do 3D Touch nos iPhones, e agora parece que fará o mesmo com o Force Touch dos Apple Watch.

Como notou Kyle Seth Gray, a Apple não recomenda mais o uso do Force Touch na documentação do novo sistema, indicando que a próxima geração do Apple Watch deverá limar tal componente — ou seja, vem aí um relógio mais fino ou, quem sabe, com mais bateria.

Levando em conta que o Force Touch é apenas uma alternativa “mais cara” para um toque mais longo, como afirmou Mark Gurman, tudo faz bastante sentido.

via AppleInsider [1, 2], Macworld, MacRumors [1, 2], 9to5Mac

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…