Mais um dia, mais uma leva de notícias sobre o Apple TV+! Vamos a elas?

Publicidade

“Greyhound”

Já sabemos que a Apple adquiriu da Paramount, depois de uma disputa ferrenha com a Netflix, os direitos exclusivos de “Greyhound”, drama de guerra estrelando (e roteirizado/co-produzido por) Tom Hanks.

O que nós não sabíamos, por outro lado, é que o próprio Hanks não está muito feliz com essa história toda.

Tom Hanks em "Greyhound"

Em entrevista recente ao The Guardian, o ator vencedor de dois Oscars lamentou que “Greyhound” tenha sua estreia na plataforma de streaming da Maçã sem passar pelas telas de cinema. Como escreveu a reportagem:

“Greyhound” tem sido um projeto passional para ele [Hanks], algo em que ele trabalhou por quase uma década, e é um daqueles grandiosos filmes de guerra que deveriam ser vistos na tela grande. Então a mudança de planos foi, de acordo com ele, “de quebrar o coração. Eu não quero zangar meus senhores da Apple, mas há uma diferença na qualidade do som e da imagem”.

O lamento de Hanks não chega a ser novidade — vários cineastas e figuras importantes de Hollywood expressaram pensamentos semelhantes nos últimos anos, quando seus projetos foram adquiridos por plataformas de streaming (como a Netflix ou o Amazon Prime Video). A experiência cinematográfica é um fator importantíssimo para os criadores; por outro lado, o dinheiro está fluindo com muito mais facilidade do lado dos serviços digitais.

A entrevista do ator trouxe ainda outros detalhes curiosos sobre a relação da Apple com suas estrelas. Hanks compartilhou, por exemplo, que a Maçã orienta até mesmo as entrevistas (remotas) que seus astros dão para promover os filmes: é necessário postar-se em frente a uma parede branca, sem estantes de livros ou quaisquer outros elementos que possam distrair o jornalista ou o público. Ele brincou com a situação:

Publicidade

[É como se eu estivesse em] um programa de proteção de testemunhas. Mas aqui estou eu, curvando-me às necessidades do Apple TV+.

A reportagem completa com Hanks, que trata ainda de vários outros assuntos — como sua carreira, os tipos de personagem que ele mais gosta de interpretar e seus dias infectado pela COVID-19 — pode ser lida aqui. “Greyhound”, por sua vez, estreará no Apple TV+ nesta sexta-feira (10/7).

Maurice Sendak

Enquanto isso, a Apple anunciou que fechou um acordo com a Fundação Maurice Sendak, que cuida do patrimônio do falecido autor/ilustrador infanto-juvenil, para produzir séries baseadas em suas obras, incluindo o famoso livro infantil “Onde Vivem os Monstros” (“Where the Wild Things Are”).

A equipe criativa do Apple TV+ trabalhará com Arthur Yorinks, colaborador de longa data de Sendak, para desenvolver séries, especiais e outros conteúdos baseados na obra do autor. Essa é a primeira vez que a Fundação Maurice Sendak assina um acordo de produção com uma plataforma de streaming, vale notar — “Onde Vivem os Monstros” já foi adaptado para o cinema em 2009, sob a direção de Spike Jonze.

Ainda não há mais detalhes sobre as produções que sairão do acordo, mas certamente ouviremos mais notícias sobre isso num futuro próximo.

“Central Park”

Por fim, temos mais um lyric video da animação musical “Central Park” — hoje, da canção “Can We Do Today Again?”, interpretada por Leslie Odom Jr. e Kathryn Hahn. Confiram:

O que estão achando da série?

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…