O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple Music, AirPods e Spotify
nikkimeel / Shutterstock.com

Apple Music se consolida na vice-liderança do mercado de streaming, que cresce durante a pandemia

O Spotify ainda é o dono do pedaço

A pandemia do novo Coronavírus (COVID-19) tem representado um abalo e tanto para a grande maioria dos setores econômicos, mas nem todos: as plataformas de streaming musical, por exemplo, têm visto a contagem de assinantes subir em ritmos maiores do que o normal nos últimos meses — ao menos é o que mostra o levantamento mais recente da Counterpoint Research, referente ao primeiro trimestre de 2020.

Publicidade

O Spotify, naturalmente, continua como líder de mercado: a firma estima que a plataforma abocanha, atualmente, 33% dos assinantes de serviços de streaming musical — mas o número cai um pouco quando a métrica é o faturamento: os suecos detêm 30% de toda a receita do mercado.

O Apple Music, por sua vez, está consolidado na vice-liderança do segmento, com 21% das assinaturas e 25% da receita — o que mostra que a Maçã, como em outras áreas, pode não ser a líder de mercado, mas consegue fazer render melhor o dinheiro que recebe dos seus assinantes.

Segundo o analista Abhilash Kumar, a Apple conseguiu potencializar a adoção do Music expandindo o serviço para 52 países nos últimos meses e oferecendo períodos de teste estendidos para novos usuários. Kumar citou também o bom trabalho da Maçã em adicionar novos recursos à plataforma, como a possibilidade de compartilhar músicas nos Stories do Instagram e do Facebook — coisa que chegou com o iOS 13.5.

Publicidade

Convém, à Apple, prestar atenção no Amazon Music: o serviço de Jeff Bezos viu um crescimento de 104% na comparação ano a ano e abocanhou 12% das assinaturas do segmento, acima do YouTube Music (9%) e do Pandora (9%). No geral, o mercado dos serviços de streaming cresceu 35% na comparação com o primeiro trimestre de 2019.

A tendência, agora, é que os números cresçam ainda mais: com ainda mais gente ao redor do mundo em casa no segundo trimestre de 2020, é de se esperar que a contagem de assinantes desses serviços tenha crescido. Resta saber quem vai se beneficiar desse novo cenário.


Ícone do app Spotify: Música em streaming
Spotify: Música em streaming de Spotify
Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple WatchesCompatível com Apple TV
Versão 8.6.98 (160.8 MB)
Requer o iOS 12.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR

Ícone do app Música
Música de Apple
Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple Watches
Versão 2.5 (1.9 MB)
Requer o iOS 10.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR

Ícone do app Amazon Music: Ouça podcasts
Amazon Music: Ouça podcasts de AMZN Mobile LLC
Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple WatchesCompatível com Apple TV
Versão 10.19.3 (247.9 MB)
Requer o iOS 13.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR

Ícone do app YouTube Music
YouTube Music de Google LLC
Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple Watches
Versão 4.62 (178.8 MB)
Requer o iOS 13.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR

Ícone do app Pandora: Music & Podcasts
Pandora: Music & Podcasts de Pandora Media, LLC
Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple WatchesCompatível com o iMessageCompatível com Apple TV
Versão 2110.1.1 (175.7 MB)
Requer o iOS 13.0 ou superior
🇺🇸 Indisponível na App Store brasileira!
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR

via Musically

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
MacBooks Air e Pro

Kuo: Apple poderá lançar MacBook Air com Apple Silicon este ano e Pros de 14" e 16" em 2021

Próximo Artigo

Tom Hanks fala sobre “Greyhound”, lançado hoje, e nega insatisfação com o Apple TV+

Posts Relacionados