O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple comemora os 30 anos da Lei dos Americanos Portadores de Deficiência

Apple compartilha histórias nos 30 anos da Lei dos Americanos Portadores de Deficiência

Este ano marca o 30º aniversário da Lei dos Americanos Portadores de Deficiência (Americans with Disabilities Act, ou ADA) e, para comemorar a data, a Apple compartilhou algumas histórias sobre pessoas, as tecnologias criadas e o que mais pode ser feito para melhorar a vida delas.

Publicidade

A empresa lembrou que, desde a sua fundação, foi pioneira na democratização de tecnologias poderosas por meio de produtos e serviços projetados para todos. Do VoiceOver e do Falar Conteúdo da Tela, ao Controle por Voz, ao Controle Assistivo e até à Siri, todos os produtos e serviços do ecossistema da Maçã são projetados pensando também em acessibilidade.

Dean Hudson, técnico de acessibilidade evangelista da Apple (e que faz parte da equipe que desenvolveu o VoiceOver), afirmou que “a tecnologia acessível deve ser muito clara”.

Realmente não deve haver nenhuma camada entre o que posso fazer no meu iPhone e o que alguém que não tem deficiência pode fazer.

Para provar esse ponto, a Apple compartilhou não apenas a história de Hudson, mas a de Matthew Whitaker (um músico negro cego que começou usando o VoiceOver num iPod touch e atualmente usa um MacBook Pro com Logic Pro X para gravar suas criações), de Haben Girma (advogada de diretos de deficientes, palestrante e autora, ela foi a primeira pessoa cega/surda a se formar na faculdade de Direito de Harvard) e de Tatiana Lee (cadeirante, ela é atriz, modelo, ativista de inclusão de Hollywood e empresária).

Hoje, as pessoas usam a tecnologia de várias maneiras. Há muitas vozes por trás de como um recurso deve funcionar nos produtos Apple, e todas essas vozes são importantes. Isso torna o produto muito mais personalizável para os usuários.

De fato, a Apple é uma das empresas do mercado de tecnologia que mais respeita essa diversidade de clientes. É claro que ela ainda pode — e deve — fazer muito pelos usuários, mas o fato de ela compartilhar essas histórias mostra o quanto a empresa se preocupa com acessibilidade.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
IPPAWARDS: Dimpy Bhalotia

Brasileiras estão entre os vencedores do concurso que premia as melhores fotos tiradas com iPhones

Próximo Artigo
iOS 14 e macOS Big sur

Apple disponibiliza as terceiras versões beta do iOS 14, do iPadOS 14, do watchOS 7 e do tvOS 14 [atualizado 3x: macOS Big Sur 11]

Posts Relacionados