Retorno da MLB terá ajuda da Apple, do Google e da Sony

Campo de baseball/beisebol

Nesta semana, a Major League Baseball (MLB), principal liga americana de beisebol, anunciou o reinício da temporada regular de 2020 entre os dias 23 e 24 de julho. Devido à pandemia do novo Coronavírus (COVID-19), foi aprovada uma temporada regular alternativa, reduzida.

Publicidade

Mesmo com o retorno das partidas, nem tudo voltará a ser como antes. Nesse sentido, a MLB criou um protocolo de segurança que proíbe a exibição dos jogos em bares, restaurantes e clubes; além disso, as disputas acontecerão sem público nos estádios.

Justamente por isso, a MLB recorreu à Apple, ao Google e à Sony para tornar esse retorno mais interativo. A liga aproveitou sua parceria com a Maçã, criada em 2016, para distribuir iPads para cada time, a fim de que a equipe técnica e os jogadores analisem performances e criem relatórios de observação. As informações são da CNBC.

Já a gigante de Mountain View fornecerá a todas as equipes uma assinatura do Google Cloud para executar o sistema de rastreamento de estatísticas da MLB, o Statcast, fornecendo infraestrutura digital para todas as atividades — desde sites de equipes a vendas de ingressos online.

Publicidade

A Sony, por sua vez, fornecerá o recurso mais curioso de todos: sons artificiais, que podem ser captados pelas transmissões, para simular a experiência de torcedores.

Os Mets estão lançando barulho falso da multidão no Citi Field hoje, como planejam fazer durante a temporada regular.
Julgue por si mesmo (aumente o áudio).

A Sony disponibilizou 75 amostras de sons de multidões em seu game da MLB. A liga fornecerá às equipes um iPad com as amostras que serão controladas por um técnico de áudio durante os jogos.

No primeiro jogo, o Washington Nationals (campeão da World Series) enfrentará os New York Yankees às 19h (horário local), seguido por Los Angeles Dodgers contra os San Francisco Giants, às 22h.

via 9to5Mac

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários