O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Aplicativo ajuda fotógrafos a trabalharem remotamente durante a pandemia

Autor(a) convidado(a)

Bruno Bezerra

Carioca, fotógrafo, amante da tecnologia e do mar. Já desistiu de organizar sua tela inicial do iPhone de tanto app que baixa para testar. Seu primeiro Mac foi um iBook G4 branco que comprou em 2004 e, desde então, nunca mais saiu do ecossistema da Maçã. Empreendedor, foi fundador da primeira empresa de locação de cabines fotográficas do Brasil e criou diversas solução para ativações de marketing de grandes marcas pelo país. Atualmente esta dedicado a fotografia aquática, workshops, criação de conteúdo com dicas de apps e produtividade.

Desde o início da quarentena, por conta da pandemia do novo Coronavírus (COVID-19), vimos fotógrafos se adaptando ao isolamento e fazendo ensaios remotos por FaceTime, seja capturando a tela ou usando a função de fotografar a videochamada em si.

Publicidade

O problema dessa solução é a resolução da foto, que na screenshot já perde bastante e na foto via FaceTime fica numa média de 1280×720 pixels. Para solucionar isso, surgiu o app CLOS para iPhones e iPads, que foi utilizado pela revista Vogue Itália para fazer um editorial.


Ícone do app CLOS - Virtual Photoshoot
CLOS - Virtual Photoshoot de UNOPRODUCTION OU
Compatível com iPadsCompatível com iPhones
Versão 2.6.4 (87.5 MB)
Requer o iOS 13.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR
Screenshot do app CLOS - Virtual PhotoshootScreenshot do app CLOS - Virtual PhotoshootScreenshot do app CLOS - Virtual PhotoshootScreenshot do app CLOS - Virtual PhotoshootScreenshot do app CLOS - Virtual PhotoshootScreenshot do app CLOS - Virtual Photoshoot

Com ele você cria uma sala virtual, convida a/o modelo por um link e, quando conectados numa videochamada com criptografia de ponta a ponta, um tem acesso à câmera do outro — como se fosse um FaceTime só que com muitos controles disponíveis incluindo exposição, foco, flash, alternar entre JPG e HEIC, ativar uma Live Photo, etc.

É possível também alternar entre foto ou vídeo, e as mídias são salvas em tamanho original na biblioteca de quem está sendo fotografado por uma questão de privacidade da/do modelo. Há também integração com o Dropbox, que facilita bastante o compartilhamento da pasta com o fotógrafo.

As fotos e os vídeos ficam na resolução máxima da câmera utilizada pela(o) modelo — no meu caso, um iPhone 11 Pro, que gera imagens com 4032×3024 pixels e os videos com 3840×2160 pixels.

Trata-se de uma ótima opção para ensaio remotos durante esse período de pandemia, que também pode continuar sendo usada para você poder fotografar pessoas em qualquer lugar do mundo. 😀 

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Filme - Midsommar: O Mal Não Espera a Noite

Filmes da semana: compre "Midsommar: O Mal Não Espera a Noite", de Ari Aster, além de vários outros títulos por R$9,90!

Próximo Artigo
Nova bateria para o Apple Watch

Possíveis baterias do "Apple Watch Series 6" mostram capacidades um pouco maiores do que as atuais

Posts Relacionados