Apple gastou US$7,4 milhões com lobbying no primeiro semestre de 2020

Logo da Apple

De acordo com novos dados do grupo de pesquisa Center for Responsive Politics (CRP), a Apple investiu cerca de US$7,4 milhões em lobbying no primeiro semestre de 2020 — o terceiro maior gasto entre as gigantes de tecnologia, que aplicaram mais de US$20 milhões para pressionar os legisladores americanos sobre questões que vão desde os efeitos pandemia do novo Coronavírus (COVID-19) até aprendizado remoto.

Publicidade

Parte do financiamento da Apple foi para o grupo de lobby Invariant, cujos especialistas atuaram nas políticas relacionada à Lei de Soluções de Emergência Omnibus de Saúde e Recuperação Econômica (The Heroes Act). As informações são da CNBC.

Proposta e aprovada em maio, essa lei inclui financiamento de emergência para fundos privados, reduções de impostos, auxílios de emergência para famílias de baixa renda, apoio a pequenas empresas, resgates de assistência médica e outras contingências para combater as consequências da pandemia. O projeto está atualmente tramitando no senado americano.

Os registros também sugerem que a Apple estava tentando causar impacto em aprendizado virtual, uma vez que a maioria das escolas estão fechadas nos Estados Unidos.

Gastos com lobby das gigantes de tecnologia

De acordo com a pesquisa, somente o Facebook investiu US$10,1 milhões em lobbying no primeiro semestre, seguido por Amazon (US$9,2 milhões), Apple (US$7,4 milhões) e Google (US$3,5 milhões).

via AppleInsider

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…