Caixas de iPhones

Há alguns dias, comentamos que uma mãe e um filho chineses, que vivem na Suíça há décadas, foram pegos em um golpe envolvendo iPhones falsificados que deu um prejuízo de US$1 milhão à Apple.

Publicidade

Eles recebiam os aparelhos falsificados (que vinham de Hong Kong) com números IMEI1 verdadeiros e trocavam por unidades novas pagando a taxa do AppleCare+, alegando que eles estavam quebrados por entrarem em contato com água.

Após a troca, eles então enviavam os aparelhos para Hong Kong e ganhavam uma comissão por cada iPhone trocado. No artigo, falamos que os dois foram presos e estavam aguardando julgamento. Pois a sentença saiu de forma bem rápida.

Segundo o SecuringIndustry.com, o homem de 34 anos — era ele quem levava os iPhones à Apple Store para fazer as trocas — foi sentenciado a 3 anos e meio de prisão; de quebra, será banido da Suíça (após sair da prisão) por 7 anos. A mãe dele (de 56 anos), por sua vez, foi sentenciada a 18 meses de prisão.

Publicidade

O esquema foi descoberto após a interceptação de uma remessa com 50 iPhones falsificados feita pela alfândega suíça; os outros responsáveis pelo golpe, baseados em Hong Kong, ainda não foram identificados.

via Cult of Mac

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…