Apple e outras gigantes americanas contestam banimento do WeChat

WeChat

No começo desta semana, vimos que o possível banimento do aplicativo chinês WeChat da App Store poderia causar um problemaço para a Apple — principalmente financeiro. Agora, várias gigantes dos Estados Unidos expressaram suas preocupações com os efeitos da ordem executiva do governo de Donald Trump, de acordo com uma reportagem do The Wall Street Journal1.

Publicidade

Além da gigante de Cupertino, Ford, Walmart e Disney teriam participado de uma ligação com funcionários da Casa Branca nesta semana, na qual as companhias detalharam as consequências adversas que a proibição do WeChat poderia ter em seus próprios negócios.

Para quem não mora na China, eles não entendem como serão vastas as implicações se as empresas americanas não tiverem permissão para usá-lo [o WeChat]. Elas [as empresas] estarão em grande desvantagem em relação aos seus concorrentes.

Operado pela gigante chinesa Tencent, o WeChat é o aplicativo de mensagens dominante na China e também é usado extensivamente para pagamentos, comércio eletrônico, marketing e muito mais. No caso da Apple, esse banimento significaria que a empresa não seria mais capaz de oferecer os serviços de uma das maiores companhias ​​no maior mercado móvel do mundo.

Contudo, mesmo as empresas americanas com um relacionamento mais distante da indústria de smartphones têm motivos para preocupação. Nesse sentido, não ser capaz de comercializar produtos ou lidar com transações do WeChat prejudicaria significativamente as operações das gigantes supracitadas — bem como a capacidade delas de atingir consumidores chineses. Essas empresas esperam que o escopo da ordem executiva seja reduzido e esclarecido nas próximas semanas, segundo o WSJ.

Publicidade

A ordem executiva foi assinada na semana passada e bloqueia explicitamente “qualquer transação relacionada ao WeChat”. Até o momento, é esperado que as restrições entrem em vigor no dia 20 de setembro, mas devido a “problemas com a interpretação da medida”, ainda há muita confusão sobre o alcance da decisão — ou seja, se ela será válida somente nos EUA ou em todos os países onde empresas americanas atuam.


Ícone do app WeChat

WeChat

de WeChat

Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple Watches
Versão 7.0.21 (385.9 MB)
Requer o iOS 11.0 ou superior

via The Verge

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários