Autor convidado

Filipe Lima

Administrador de empresas, formado na Pontifícia Universidade Católica do RS (PUCRS), amante de tecnologia e fanboy da Apple. Na sua opinião, OLED com Apple TV 4K é o casamento perfeito! Acredita que o streaming é o futuro da TV, e ainda há muito a evoluir nessa área.

O Telecine é um serviço de streaming brasileiro focado em filmes. A ideia é trazer produções que acabaram de sair de cartaz no cinema, permitindo assim que o assinante possa assistir a filmes lançados recentemente. Ainda assim, ele disponibiliza títulos mais antigos, aclamados pela crítica que talvez você não tenha assistido ainda ou queira matar a saudade e ver novamente.

Publicidade

Mas será que o serviço vale a pena para você, que tem uma Apple TV em casa? Confira nesse review!

A primeira coisa a se fazer é ativar o seu dispositivo. O processo é bem simples e feito pelo site do Telecine Play, usando um código gerado na Apple TV. A navegação pelo aplicativo é tranquila e sem engasgos, na maior parte do tempo. A tela inicial mostra sugestões de filmes para você, geralmente destacando os recém-adicionados ao serviço.

Ele oferece também categorias de filmes para você buscar rapidamente o que procura e ainda mostra os filmes recém-assistidos que você ainda não terminou de ver, permitindo que continue de onde parou. Assim como em outros aplicativos, é possível ir rolando para baixo a fim de ver sugestões de filmes das mais diversas categorias.

Review do app Telecine

Há também um aba exclusiva só para lançamentos, outra focada em franquias — o que eu particularmente considero muito bom, pois lhe ajuda a encontrar mais facilmente todos os filmes de uma mesma saga — e uma aba chamada “Cinelists”.

Review do app Telecine

As “Cinelistas” são uma espécie de curadoria do Telecine que agrupa filmes que se incluem em uma determinada temática. Tratam-se de títulos que o serviço recomenda caso você se interesse por aquele determinado assunto.

Ao selecionar um filme, você pode assistir imediatamente, espiar o trailer (indisponível em alguns filmes) ou adicioná-lo facilmente à sua lista para ver mais tarde. Aliás, o aplicativo permite selecionar entre cada um dos usuários cadastrados (diferentes perfis), cada um com as suas próprias listas.

Publicidade

Apesar de tudo isso, o app do Telecine tem vários problema a serem corrigidos. Primeiro, há várias inconsistências com o idioma: a maior parte do aplicativo é, naturalmente, em português, mas algumas coisas não foram traduzidas e ficam em inglês mesmo, dificultando um pouco a vida para quem tem mais dificuldade com o idioma.

Review do app Telecine

Há também alguns bugs que aparecem ocasionalmente. O mais problemático deles é que, de uma hora para outra, o app simplesmente deixa de reconhecer o usuário e a senha cadastrada, forçando você a sair da conta e ativar novamente o dispositivo. Isso é um problema maior quando se tem vários dispositivos cadastrados, pois há um limite de cinco ativações simultâneas — e o serviço não permite excluir um dispositivo antes de um determinado prazo.

E nem tente pedir ajuda pelo app: o botão “Ajuda” simplesmente não funciona, parece que está lá só para enfeite…

Conteúdo

O aplicativo é totalmente focado em filmes; ou seja, nada de séries ou programas de TV. Porém, ele é provavelmente o serviço de assinatura mensal com o maior e melhor catálogo de filmes disponível no Brasil. Segundo o próprio Telecine, o catálogo inclui mais de 2.000 filmes e inclui produções de grandes estúdios como Disney, Paramount, Universal, 20th Century, MGM, Lionsgate, Warner Bros. e Sony.

Muitos dos filmes incluídos aqui não estão disponíveis em nenhum outro serviço de streaming, e alguns você não consegue nem alugar na iTunes Store — o que é um ponto muito positivo. 

Publicidade

Exemplos de filmes incluem: “Rocketman”, “Ford vs Ferrari”, “Projeto Gemini”, “Parasita”, “Velozes & Furiosos: Hobbs & Shaw”, franquias “Harry Potter”, Marvel e DC, as trilogias de “Senhor dos Anéis” e “O Hobbit”, e muitos outros.

Qualidade do streaming

Aqui é onde o aplicativo mais peca, e pode ser o maior motivador para afastar usuários do serviço.

Review do app Telecine

Para começar, a qualidade de imagem é decepcionante. Apesar de a maioria dos filmes que eu testei terem atingido a resolução 1080p, que é a máxima disponível no serviço, a imagem continuou com um aspecto pior do que você esperaria de filmes em Full HD, sendo ainda mais perceptível em títulos um pouco mais antigos.

Ao fazer um teste usando o mesmo filme, na mesma resolução, na iTunes Store e no Telecine, notei que o bitrate médio na iTunes Store fica em torno de 7,66Mbps, enquanto que no Telecine ele é de 5,09Mbps — o que explica a qualidade de imagem inferior.

O áudio também decepciona: aparentemente, não há suporte para Dolby Áudio 5.1 ou superior. Em todos os filmes que testei a qualidade era de som estéreo, o que prejudica a experiência de assistir a filmes para quem tem um bom sistema de som em casa.

Outra coisa ruim é que muitos filmes rodam no formato 16:9, mesmo quando esse não é o aspecto original do filme — provavelmente visando preencher a tela inteira da TV, mas isso acaba cortando parte da imagem original no processo.

Uma das coisas mais estranhas que percebi é que os filmes no Telecine rodam a 30 quadros por segundo, isso em um mundo onde 99% dos filmes são feitos para rodar em 24qps. Aparentemente, o Telecine adiciona uma leve interpolação de imagem nos seus filmes que não pode ser desativada pelo usuário, o que pode explicar os frames a mais.

Essa interpolação é mais perceptível em alguns filmes do que em outros. Em “Harry Potter e a Pedra Filosofal” ela é bastante perceptível, especialmente ao comparar com a versão da iTunes Store.

Para alguns usuários isso pode ser até bom, já que a interpolação suaviza os movimentos na imagem. Para outros, no entanto, a interpolação modifica o aspecto original do filme, fazendo com que a imagem pareça mais artificial. O maior problema aqui é não dar a opção ao usuário de escolher se ele quer ativar isso ou não. Aliás, forçar a Apple TV a rodar em 24Hz só piora a situação.

Vale a pena?

Hoje, a assinatura do Telecine custa R$38 por mês, sem necessidade de estar atrelada a qualquer operadora — e você pode testar o aplicativo gratuitamente por 30 dias. O valor é alto, mas justificável considerando o catálogo de filmes, quando comparado ao de outros serviços.

O grande problema é que a qualidade do streaming deixa muito a desejar, fazendo com que a sua experiência não seja tão agradável para justificar o valor investido. Se você não costuma assistir a mais do que quatro filmes por mês, provavelmente valerá mais a pena alugar pela iTunes Store, com uma qualidade de imagem e som bem superior — em alguns casos, até em 4K. Agora, se você vê muitos filmes por mês, pode valer a pena assinar, desde que você não se incomode com a qualidade da imagem e som do app.


Ícone do app Telecine – Filmes Online

Telecine – Filmes Online

de Telecine Programação de Filmes Ltda

Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple TV
Versão 2.5.10 (28.6 MB)
Requer o iOS 11.0 ou superior
Screenshot do app Telecine – Filmes OnlineScreenshot do app Telecine – Filmes OnlineScreenshot do app Telecine – Filmes OnlineScreenshot do app Telecine – Filmes OnlineScreenshot do app Telecine – Filmes Online

Ficha Técnica

  • Aplicativo: Telecine
  • Conteúdo: filmes
  • Resolução máxima: 1080p
  • Múltiplos usuários? Sim
  • Oferece suporte ao app TV? Não
  • Seleção de conteúdo via Top Shelf? Sim
  • Preço: R$37,90 por mês

Apple TV 4K

Apple TV 4K

de Apple

Preço à vista: a partir de R$2.069,10
Preço parcelado: em até 12x de R$191,58
Lançamento: setembro de 2017 (5ª geração)

Botão - Comprar agora

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…