O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

EUA investigarão possível infração de patentes da Maxell pela Apple

Maxell
Warrasade EGIE-MU / Shutterstock.com

A empresa japonesa Maxell não é exatamente desconhecida do departamento jurídico de Cupertino: no ano passado, ela já tinha entrado com um processo contra a Apple por conta da suposta infração de algumas patentes, mas tudo acabou não indo adiante. No mês passado, a companhia atacou novamente — e, desta vez, a coisa vai prosseguir.

Publicidade

Mais precisamente, a Comissão de Comércio Internacional dos Estados Unidos (International Trade Commission, ou ITC) anunciou hoje a abertura de uma investigação que determinará se a Apple infringiu ou não as patentes da Maxell citadas no processo do mês passado. A japonesa afirma que a Maçã violou cinco dos seus registros intelectuais em alguns aparelhos, como o iPhone 7 e o MacBook Pro de 16 polegadas.

As patentes da Maxell supostamente violadas giram em torno de uma série de tecnologias: a empresa cita, por exemplo, uma técnica de reconhecimento facial que seria utilizada indevidamente pela Apple no aplicativo Fotos, um método de desbloqueio por senha em dispositivos móveis, o recurso Assistência Wi-Fi e outros meios de comunicação digital.

A Maxell pede que os produtos os quais (alegadamente) infrinjam suas patentes tenham suas importações para os EUA banidas — o que naturalmente nunca acontecerá, uma vez que, caso seja considerada culpada, a Apple fará um acordo milionário com a japonesa antes que tenha de interromper as vendas dos seus produtos.

Publicidade

De qualquer forma, a ITC já iniciou a investigação sobre as possíveis infrações e anunciará, daqui a 45 dias, uma previsão de quando concluirá seus achados. Vamos ficar de olho, portanto. 👀

via MacRumors

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Imagem oficial de Jason Sudeikis como "Ted Lasso"

Série de comédia "Ted Lasso", do Apple TV+, terá segunda temporada

Próximo Artigo
Caixas dos iPhones 11 e 11 Pro

Smartphones ficam mais caros na pandemia, mas alguns iPhones caem de preço

Posts Relacionados