O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

MacBook Pro sobre mesinha
MobileSyrup

Apple é processada novamente por problema nas telas de MacBooks Pro

Um antigo problema voltou a assombrar a Apple judicialmente esta semana. Falo do #flexgate, uma falha que causa instabilidade na retroiluminação das telas de MacBooks Pro por conta do tipo de instalação dos cabos flex que ligam-na à placa lógica.

Publicidade

Como já noticiamos, isso cria um “efeito” na parte de baixo dos displays, semelhante ao de uma fileira de luzes de palco.

Embora a companhia já tenha sido processada pela falha, agora ela está na mira de uma nova ação coletiva nos Estados Unidos, cujos autores argumentam que ela estava ciente do problema e que, ainda assim, comercializou unidades de MacBooks Pro defeituosas.

A Apple estava ciente dos problemas com a tela retroiluminada e o cabo flexível com defeito, à luz dos comentários postados pelos consumidores no fórum de discussão da Apple, os quais foram excluídos depois de postados.

No processo, os demandantes acusam a Apple de violar leis de diversos estados americanos, a maioria delas sobre concorrência desleal, além de fraude ao consumidor. Eles também citam violação da garantia expressa, da garantia implícita e ocultação de prova.

Publicidade

Além de indenização, eles buscam o pagamento dos honorários advocatícios e uma sentença exigindo que a Apple identifique e conserte todos os MacBooks Pro com defeito, entre outras medidas.

O problema

A iFixit investigou e encontrou o problema com a tela de MacBooks Pro no início de 2019, atribuindo-o ao cabo flexível fino que conecta o display a um controlador situado na placa lógica abaixo da Touch Bar.

De acordo com eles, esses cabos estavam com defeito e se deteriorariam com o tempo, conforme a tampa do MBP fosse aberta e fechada múltiplas vezes.

MacBook Pro apresentando o #flexgate, problema de retroiluminação na tela

Após uma série de reclamações alegando problemas semelhantes, a Apple lançou um programa de reparo cobrindo os MacBooks Pro de 13 polegadas, modelo de 2016 — deixando a versão de 15″ de fora.

Antes do anúncio do programa, porém, vários donos de MBPs foram forçados a pagar do próprio bolso pelo reparo (caríssimo) da tela de suas máquinas — já que o cabo flexível era um componente integral da tela, o que exigia a substituição de todo o conjunto do display.

Publicidade

Embora não tenha reconhecido os modelos exatos afetados pelo problema (algo que a ação coletiva exige), alguns modelos de 2018 do MacBook Pro passaram a incluir um cabo flexível mais longo, o que pode ter finalmente contribuído para solucionar a falha desses modelos e posteriores.


MacBook Pro de 13" (miniatura)
MacBook Pro de 13″ de Apple Preço à vista: a partir de R$15.569,10
Preço parcelado: em até 12x de R$1.441,58
Características: chip Intel ou M1
Cores: cinza espacial ou prateado
Lançamento: 2020

via AppleInsider

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Aerial 2.0 adiciona novos screensavers e é adaptado para o macOS Big Sur

Próximo Artigo

My Passport SSD, da WD, ganha nova versão com tecnologia NVMe

Posts Relacionados