Mais de 12 mil funcionários da Apple serão pagos em caso envolvendo revistas obrigatórias

Empregados em Apple Store

O Tribunal de Apelações do Nono Circuito dos Estados Unidos decidiu, nesta semana, que a Apple deverá pagar mais de 12.000 trabalhadores de suas lojas, no estado americano da Califórnia, pelo tempo gasto por eles enquanto suas bolsas eram inspecionadas no fim de cada turno. As informações são do Law.com1.

Publicidade

A decisão unânime do tribunal, que retoma uma ação coletiva movida contra a Apple em 2015, se alinha com uma medida já anunciada pela Suprema Corte da Califórnia — a qual determinou, no começo deste ano, que o tempo da equipe gasto em “triagens de segurança” era compensável, mesmo que retroativo.

De acordo com a reclamação dos funcionários, a Apple “os sujeitou a revistas de bagagem obrigatórias, realizadas fora do horário normal, deixando-os sem compensação pelo tempo”. Vale notar que a Apple havia “vencido” o processo ainda em 2015, quando o tribunal decidiu que os funcionários optaram por levar malas pessoais para o trabalho.

De acordo com o tribunal, o juiz que lidou com o processo original “cometeu um engano em seu julgamento” quando apoiou a Apple no caso.

Publicidade

A avaliação anterior do processo sugeria que a Apple poderia ter que pagar até US$60 milhões caso fosse obrigada a compensar os funcionários pelo tempo gasto em inspeções de bagagem — mas não há informações se esse é o valor final que a Apple terá de desembolsar agora.

via AppleInsider

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…