De acordo com uma nova pesquisa da App Annie, mais uma vez os gastos de consumidores em aplicativos bateram recordes — em razão, ainda, dos efeitos causados pela pandemia do novo Coronavírus (COVID-19).

Publicidade

De fato, a firma aponta que a pandemia alterou permanentemente o comportamento dos consumidores quanto ao uso de apps, principalmente acelerando alguns processos em dois a três anos.

Mais especificamente, consumidores baixaram 33 bilhões de aplicativos globalmente e gastaram um recorde de US$28 bilhões no terceiro trimestre deste ano — o que representa um aumento de 25% em relação ao mesmo período do ano passado.

Downloads no terceiro trimestre

A App Store foi responsável por quase 9 bilhões do total de downloads, enquanto o Google Play ficou com a maior parte das novas instalações: 24 bilhões. Falando de faturamento, a situação se inverte: os gastos com apps no iOS aumentaram 20%, para US$18 bilhões — já o Google Play viu um aumento de 35%, acumulando US$10 bilhões.

Enquanto os principais mercados do iOS foram os Estados Unidos e a China, o Google Play viu a maior participação dos consumidores no Brasil, na Índia e no México.

Publicidade

Em termos de usuários ativos, o Facebook assumiu as quatro primeiras posições com o seu app principal, o WhatsApp, o Messenger e o Instagram, respectivamente. O Top 10 foi composto, ainda, por: Amazon, Twitter, Netflix, Spotify, TikTok e Telegram. Enquanto isso, o app que registrou o maior faturamento foi o Tinder, seguido por TikTok (que foi o mais baixado), YouTube e Disney+.

Quadro de downloads e faturamento

A pesquisa da App Annie também reflete os resultados obtidos pela Sensor Tower, a qual descobriu que a App Store faturou o dobro do Google Play no terceiro trimestre.

via TechCrunch

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…