Japão também abrirá investigação antitruste contra a Apple

Como se não bastasse os Estados Unidos e a Europa estarem debruçados sobre a Apple com relação às investigações antitruste envolvendo a companhia, agora o Japão disse que trabalhará com os órgãos reguladores desses países para “expandir o escrutínio sobre as gigantes de tecnologia”. As informações são da Reuters.

Publicidade

De acordo com Kazuyuki Furuya, presidente da Comissão de Comércio Justo do Japão — equivalente à Federal Trade Commission (FTC) dos EUA —, o órgão está iniciando seus próprios esforços para tentar regular os operadores das principais plataformas digitais do país, como a Apple, a Amazon, o Facebook e o Google.

Como parte da iniciativa, Furuya disse que “trabalhará em estreita colaboração com seus homólogos americanos e europeus e responderá se houver qualquer movimento que atrapalhe a competição”. Isso inclui, além das práticas dessas empresas, “possíveis fusões ou uniões de negócios consideravelmente grandes”.

O executivo também explicou que o órgão conduzirá uma pesquisa no mercado de telefonia móvel do Japão para ver se “há espaço para estimular a concorrência”.

Publicidade

É bom notar que, nos EUA, a Apple é alvo de investigações sobre suas práticas com relação à App Store, sites de mídias sociais e serviços de compra e venda online. Já na Europa, além da App Store, o Apple Pay também está na mira dos órgãos reguladores.

Há, ainda, diversas outras investigações em curso sobre a App Store e, mais especificamente, a taxa de 30% cobrada pela companhia na Rússia, na Coreia do Sul e na Austrália.

via AppleInsider

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…