Mark Zuckerberg incentivou investigações contra a Apple

Mark Zuckerberg

O CEO1 do Facebook, Mark Zuckerberg, tentou pressionar membros do governo dos Estados Unidos a “investigarem mais de perto os negócios da Apple”, de acordo com uma nova reportagem do The Wall Street Journal2 que examinou a influência política do executivo.

Publicidade

Para o WSJ, Zuckerberg não discutia política no início de seu mandato à frente do Facebook mas, com o tempo mudou sua postura para se tornar “mais político” — não só para preservar sua empresa, que vira e mexe está no centro de polêmicas envolvendo privacidade, mas também para tentar “desestabilizar suas rivais”.

Com relação à Apple, Zuckerberg “pressionou legisladores e funcionários da Casa Branca” a examiná-la mais de perto. O executivo também teria feito a mesma coisa com o TikTok, segundo a reportagem.

Zuckerberg também disse a funcionários do governo [dos EUA] que a Apple não recebe tanto escrutínio quanto o Facebook, embora possua um sistema operacional usado por uma grande porcentagem de americanos.

Tanto Zuckerberg quanto o CEO do Twitter, Jack Dorsey, deverão testemunhar perante o Comitê de Comércio dos EUA no dia 28 de outubro — em uma audiência sobre o suposto viés político de suas respectivas plataformas.

Publicidade

Vale lembrar que o CEO da Apple, Tim Cook, já testemunhou no caso antitruste envolvendo a companhia em julho passado.

via AppleInsider

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…