Um dia após lançar app para Apple TV, serviço Quibi fecha as portas [atualizado] O serviço de vídeos curtos durou pouco mais de seis meses

Quibi

Veja você, que coisa esquisita. Um dia depois que a mídia como um todo divulgou a compatibilidade do aplicativo do Quibi com Apple TVs, o The Wall Street Journal informou1 que o serviço de streaming de vídeos está fechando as portas.

Publicidade

Os motivos podem ser muitos: foco em conteúdo mobile (vídeos curtos, criados especificamente para serem vistos em smartphones) no momento que uma pandemia se instaura e força todos a ficarem em casa (com suas TVs ali logo ao lado), talvez a falta de conteúdo atraente para angariar assinantes, a concorrência de serviços gratuitos como YouTube, TikTok, Instagram, etc., entre muitas outras possibilidades.

Há alguns dias, aliás, surgiu a notícia de que Jeffrey Katzenberg (cofundador do Quibi) tentou vender sua empresa para a Apple, a WarnerMedia e o Facebook — sem sucesso, já que nenhuma se interessou. Segundo o The Verge, ele até mesmo tentou fazer com que o Facebook e a NBCUniversal fizessem ao menos algum acordo envolvendo o conteúdo do serviço, mas também não conseguiu.

Quando criado, o Quibi levantou US$1,75 bilhão em investimentos. Mesmo conseguindo emplacar duas indicações ao Emmy em tão pouco tempo de vida, pelo visto o número de assinantes baixo não foi suficiente para manter a operação rodando por mais tempo. Uma pena.


Ícone do app Quibi: All New Original Shows

Quibi: All New Original Shows

de Quibi Holdings, LLC

Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple TV
Versão 1.14.0 (70.4 MB)
Requer o iOS 11.0 ou superior

Atualização 23/10/2020 às 09:15

Em sua página de ajuda, o Quibi informou o serviço será encerrado no dia 1º de dezembro (ou por volta dessa data). Eles informaram não saber ainda se o conteúdo do Quibi ficará disponível em algum outro lugar após o encerramento das atividades — quem sabe estejam negociando isso com alguma outra empresa/plataforma.

Publicidade

No mais, eles agradeceram aos clientes e disseram que se alguém tiver alguma dúvida ou precisar de ajuda, pode enviar um email para [email protected].

via TechCrunch

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…