MagSafe

Diferentemente de modelos anteriores, os iPhones 12 mini, 12, 12 Pro e 12 Pro Max são equipados com um anel de 18 ímãs que circundam uma bobina de carregamento sem fio para oferecer suporte a acessórios MagSafe.

Publicidade

Dada a utilização de muitos ímãs, usuários de dispositivos médicos que podem sofrer interferência magnética, como marca-passos, questionaram se é seguro usar os novos ‌iPhones — e a Apple esclareceu todas essas dúvidas.

De acordo com um documento de suporte com informações de segurança do iPhone, a Apple confirma que é possível usar os novos modelos sem se preocupar com o aumento da interferência magnética — mas alerta para o interrompimento do uso em caso de possíveis intercorrências.

Embora os novos modelos de iPhones tenham mais ímãs que os modelos anteriores, não se espera que eles representem um risco maior de interferência magnética em aparelhos médicos que os modelos mais antigos.

Consulte o seu médico e o fabricante do dispositivo médico para obter informações específicas do seu dispositivo médico e saber se você deve manter uma distância segura entre o dispositivo médico e o iPhone. Há vários tipos de dispositivos médicos e os fabricantes geralmente fornecem recomendações sobre o uso seguro de seus dispositivos perto de produtos sem fio ou magnéticos, a fim de evitar possíveis interferências. Caso suspeite que o iPhone esteja interferindo em seu dispositivo médico, pare de usar o iPhone.

Em outro ponto do documento, a Apple afirma que o carregador MagSafe deve ser conectado a um adaptador de energia USB-C de 20W (tanto sua própria opção quanto de terceiros) para que funcione devidamente, esclarecendo de vez o que já vinha sendo comentado.

Publicidade

Como dissemos, a tecnologia MagSafe usa ímãs para conectar iPhones ao seu novo carregador sem fio, estojos e até carteiras — com fabricantes de acessórios terceirizadas também lançando itens compatíveis com o recurso.

via MacRumors

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…