O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apps rodando via Rosetta 2 podem levar 20 segundos para abrir pela primeira vez

Quem revelou a estimativa foi a… Microsoft
Rosetta 2

Com a chegada dos primeiros Macs com chip M1, as atenções do mundo dos desenvolvedores estão totalmente voltadas à compatibilidade dos aplicativos do macOS com a nova arquitetura de chips. Apesar de as empresas já terem tido alguns meses para começar a transição, é natural que nem tudo esteja 100% pronto no momento do lançamento.

Publicidade

É para isso que existe o Rosetta 2: o utilitário, incluído no macOS Big Sur, ficará responsável por “traduzir” aplicativos ainda em x86 (ou seja, apenas com versões para processadores Intel) para que eles rodem nos novos Macs com chips ARM (M1).

Naturalmente, não é possível esperar que o utilitário faça os aplicativos rodarem com a competência de um binário universal, mas a Apple está prometendo uma performance bem interessante: no evento da última terça-feira, a empresa chegou a citar que alguns apps x86 rodavam melhor sob o Rosetta 2 do que nativamente, em processadores Intel.

Teremos de esperar para ver a veracidade dessas promessas, mas já temos alguns sinais de como a coisa toda há de acontecer — sinais vindos de ninguém menos que a Microsoft, aliás. Em um post falando sobre a compatibilidade do Office 2019 com o Apple Silicon, a empresa afirmou o seguinte:

Publicidade

Há alguma consideração de performance ao rodar o Office sob a camada de tradução do Rosetta 2?

A primeira vez que você abrir cada app do Office vai demorar mais, pois o sistema operacional precisa gerar códigos otimizados para o processador Apple Silicon. Os usuários perceberão que os aplicativos “pularão” no Dock por aproximadamente 20 segundos enquanto o processo é realizado. As aberturas subsequentes dos apps serão rápidas.

O aviso da Microsoft parece ser geral: em um artigo da Apple para desenvolvedores, detalhando como portar aplicativos para o Apple Silicon, a Maçã afirma que o processo de tradução do Rosetta 2 “leva algum tempo”, e os usuários podem notar algumas lentidões na abertura de alguns aplicativos. Pelo visto, entretanto, essa demora só ocorrerá uma vez.

Mesmo assim, a Microsoft (assim como várias outras desenvolvedoras, claro) está empenhada em lançar uma versão já adaptada da suíte Office para os Macs com chip M1 o quanto antes. Ou seja, os compradores das novas máquinas, com alguma sorte, não precisarão lidar com o Rosetta 2 por muito tempo.

via MacRumors

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Chip M1 em placa lógica de Mac

Executivos da Apple falam sobre M1 e Mac sensível ao toque em entrevista

Próximo Artigo
Mac mini com chip Apple M1 rodando o Logic Pro

Final Cut Pro e Logic Pro estão agora otimizados para o chip M1

Posts Relacionados