O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Novo MacBook Pro de 13 polegadas com chip Apple M1 de frente com a tampa abrindo

M1 ainda bate Macs Intel mesmo emulando apps via Rosetta 2

Os primeiros benchmarks do chip M1 que conferimos há alguns dias já foram bastante animadores, com o novo MacBook Air batendo o MacBook Pro de 16″ topo-de-linha em ambos os testes single-core e multi-core do Geekbench.

Publicidade

Mas e emulando apps não adaptados para o Apple Silicon, como será que esses primeiros Macs se sairão?

Bem, já sabemos que apps emulados poderão levar até 20 segundos para abrir pela primeira vez nos novos Macs enquanto o Rosetta 2 faz a “transcrição” de todo o seu código x86 para a arquitetura ARM. Depois, a coisa tende a ficar rápida.

Agora, um novo benchmark que pipocou no Geekbench nos dá uma boa ideia numérica dessa performance:

Sim, o que vocês estão vendo em vermelho é um MacBook Air com o chip M1 rodando uma versão anterior do Geekbench por meio do Rosetta 2. Ou seja, mesmo assim (uma queda de pouco mais de 20% em performance), ele ainda bate qualquer outro Mac Intel no teste single-core.

Isso tudo só prova que a Apple preparou muito, muito bem todo o terreno para essa migração de processadores. Na grande maioria dos casos, usuários não sentirão diferença nenhuma rodando apps ainda não adaptados para o Apple Silicon, e tudo rodará sem problemas de compatibilidade.

Publicidade

E, vale lembrar, isso tudo é com base apenas no M1 — o primeiro chip da Apple para Macs, possivelmente o menos potente de todos. Veja aqui o ranking completo atual do Geekbench.

via MacRumors

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
macOS Big Sur beta público

Apple explica falhas no Gatekeeper do macOS e promete mudanças

Próximo Artigo
MacBook Pro de 2013 com a tampa fechada sobre fundo preto

macOS Big Sur "matou" alguns MacBooks Pro mais antigos

Posts Relacionados