O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Display do MacBook Pro

MacBooks consolidam quarto lugar do segmento no 3º trimestre

O Chrome OS, por sua vez, isolou-se na vice-liderança entre os sistemas operacionais

Já falamos bastante aqui sobre a situação dos Macs no mercado global de computadores pessoais — os números da Canalys, da Gartner e da IDC contaram histórias parecidas, mas com algumas variações. Pois hoje, a Strategy Analytics chegou para depositar seus dois centavos no assunto e deixar o cenário mais colorido.

Publicidade

A empresa fez um levantamento das vendas de computadores portáteis ao redor do mundo e, assim como as demais firmas de análise, colocou a Maçã em quarto lugar no segmento. Foram, segundo as estimativas da Strategy Analytics, 6 milhões de MacBooks vendidos no terceiro trimestre de 2020, um salto de 39% em relação aos 4,3 milhões comercializados no mesmo período do ano passado.

Confirmando as expectativas, a HP viu um crescimento anual de 43%, ultrapassou a Lenovo por uma pequena margem e reconquistou a liderança do segmento (após anos girando entre o segundo e o terceiro lugares), com 14,7 milhões de portáteis vendidos. A Dell completou o pódio, com 8,5 milhões, e a Acer veio logo depois da Apple, com 4,9 milhões.

Strategy Analytics sobre notebooks, terceiro trimestre de 2020

No geral, todo o segmento de computadores portáteis viu crescimentos bem apetitosos: o mercado deu um saldo de 34% e vendeu 62,2 milhões de dispositivos no terceiro trimestre — alta atribuída principalmente à pandemia do novo Coronavírus (COVID-19) e à necessidade dos usuários de novas máquinas para trabalho e estudo remoto.

Strategy Analytics sobre notebooks, terceiro trimestre de 2020

Em termos de fatia de mercado, a Apple está com 9,7% do segmento (uma pequena alta em relação aos 9,3% do ano anterior); HP e Lenovo dominam as paradas, com quase 1/4 do mercado cada uma. O mais notável disso tudo é que os números só não são maiores porque, de acordo com a Strategy Analytics, as fabricantes não conseguiram atender à demanda global por laptops — basta ver a declaração do analista Chirag Upadhyay:

O terceiro trimestre teria sido ainda mais produtivo para algumas empresas se elas conseguissem entregar mais dispositivos para atender à alta demanda. Os estoques continuarão sendo uma preocupação importante, já que a expectativa é que a demanda permaneça alta: os consumidores começaram a fazer suas compras antes do período natalino, se preparando para o “novo normal” de trabalhar e estudar em casa.

Em termos de sistemas operacionais, o Chrome OS viu um disparo na sua fatia de mercado e isolou-se na segunda posição, relegando o macOS à medalha de bronze — mais um fenômeno atribuído à pandemia da COVID-19, já que os Chromebooks são muito populares entre estudantes e professores.

Strategy Analytics sobre notebooks, terceiro trimestre de 2020

Muito bem, então. Vamos ver, agora, como a Apple lidará com o seu “novo normal” — do chip M1 e seus sucessores, e a capacidade de produzir computadores com mais rapidez. Será que a Maçã tem força para subir nessa disputada lista?

via MacRumors

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Aviary para macOS

Aviary, cliente de Twitter, ganha versão para macOS

Próximo Artigo
"Noite na Terra em Cores"

Apple TV+ libera trailer do documentário "Noite na Terra em Cores"

Posts Relacionados