O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Recurso de privacidade do iOS é alvo de reclamação na Europa

Informações de privacidade no macOS e no iOS

Um grupo europeu liderado pelo ativista austríaco Max Schrems (fundador da ONG1 “Europa vs. Facebook”) apresentou, recentemente, queixas às autoridades de proteção de dados alemãs e espanholas contra a Apple, acusando-a de violar leis europeias ao permitir que iPhones armazenem dados de usuários sem consentimento.

Publicidade

Schrems formou a organização noyb (“My Privacy is None of Your Business”, ou “Minha Privacidade Não é da Sua Conta”), após seu sucesso com o caso contra o Facebook envolvendo transferência de dados. Agora, ele tem como alvo o recurso da Apple chamado Identificador de Publicidade da Apple (IDFA) — cada ‌iPhone‌ vem com um identificador exclusivo, o qual permite que anunciantes rastreiem usuários em sites/apps.

Com nossas reclamações, queremos impor um princípio simples: os rastreadores são ilegais, a menos que um usuário consinta livremente. Os smartphones são os dispositivos mais íntimos para a maioria das pessoas e devem ser livres de rastreadores por padrão.

Embora a reclamação do grupo de Schrems esteja voltada para a Espanha e a Alemanha, ele afirma que uma proibição bem-sucedida nesses países poderia “forçar a Apple a mudar sua prática em todo o mundo”.

[Seria] difícil para a empresa continuar fazendo com milhões o que foi declarado ilegal para dois países.

Vale lembrar que o grupo já havia protocolado uma reclamação contra a Apple (a qual também citava AmazonNetflixSpotify e YouTube) na Áustria por supostamente não respeitar as normas de privacidade da União Europeia, a GDPR2.

Desenvolvedores de apps têm usado o IDFA para acompanhar o desempenho de anúncios em diferentes dispositivos. A Apple, entretanto, adiou as mudanças de privacidade que seriam implantadas no iOS 14 para dar aos desenvolvedores mais tempo a fim de se adequarem às novas regras — uma delas exige que usuários aprovem o uso do IDFA.

via Reuters

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
iPhone 12 mini

Donos de iPhones 12 mini reclamam de tela que não responde

Próximo Artigo
Caixas da Amazon

Funcionários da Amazon roubam 500 mil euros em iPhones

Posts Relacionados