O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Novo MacBook Air com chip Apple M1 de lado num fundo escuro

MacBook Air com M1 bate um milhão de pontos no AnTuTu

Superando com folga os atuais iPads Pro e Air

A essa altura, já não precisamos mais reforçar o poder do chip M1: já vimos o processador da Apple superar placas gráficas potentes, bater a performance do MacBook Pro de 16 polegadas e mesmo do Mac Pro, já vimos apps rodando sob o Rosetta 2 baterem a sua performance nativa em chips Intel e conferimos até mesmo as novas máquinas sendo plugadas a seis(!) monitores ao mesmo tempo.

Publicidade

O que falta, então? Bom, falta uma dessas belezinhas na minha mesa — mas enquanto isso não acontece, o novo MacBook Air foi posto à prova na ferramenta de benchmark AnTuTu, destinada principalmente a dispositivos móveis… e todo mundo ficou boquiaberto com o resultado: o portátil da Maçã marcou 1.119.243 pontos na medição, a maior pontuação já registrada pela ferramenta.

Benchmark AnTuTu do MacBook Air M1

O AnTuTu rodou no Air como um aplicativo iOS (os Macs com M1 suportam nativamente apps de iPhones e iPads, lembrem-se), e “leu” o computador como se fosse um modelo do iPad Pro rodando o iOS 14.2. O fato é que o computador simplesmente destruiu o tablet, com uma performance 50% superior e gráficos 45% melhores. Comparem tudo no gráfico abaixo:

Benchmark AnTuTu do MacBook Air M1

Vale notar que o iPad Pro de quarta geração, usado aqui como parâmetro de comparação, é equipado com o chip A12Z Bionic — que, apesar de muito poderoso, é um processador cuja arquitetura já se aproxima dos dois anos de idade. Ainda assim, a título de comparação, o novo iPad Air (que tem chip A14 Bionic, bem mais recente) marcou 660 mil pontos no mesmo AnTuTu, abaixo do velho Pro — e muito abaixo do MacBook Air.

No fim das contas, o MacBook Air com M1 superar com folga os iPads em testes de benchmark não chega a ser nenhuma surpresa: isso era no mínimo esperado desde que a Maçã anunciou o projeto Apple Silicon. Ainda assim, os números do novo processador da Maçã vão tornando-se cada vez mais impressionantes e colecionando recordes — ainda em sua primeira geração. O futuro, digo mais uma vez, é deveras animador.

via GSMArena.com

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Utilitário lista quais apps estão prontos para o Apple Silicon

Próximo Artigo
Google Docs

Google Docs para iOS agora edita arquivos do Office nativamente

Posts Relacionados