O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple trabalha em sucessores do M1 com até 32 núcleos de alta performance

Apple Silicon

Uma nova reportagem da Bloomberg1, publicada há pouco, revelou os planos da gigante de Cupertino para o Apple Silicon, destacando que o foco da companhia é superar o desempenho do chip mais rápido da Intel.

Publicidade

Segundo as informações, os engenheiros da Maçã estão trabalhando em “vários sucessores para o chip M1” — os primeiros deles destinados ao MacBook Pro e ao iMac, com a implantação no Mac Pro ficando para depois.

Mais precisamente, pensando no processador dos futuros modelos de MacBooks Pro e iMacs (de entrada), a Apple estaria trabalhando em um SoC2 com até 16 núcleos de desempenho e 4 núcleos de eficiência.

Já para a versão topo-de-linha do desktop da Maçã, cujo lançamento é esperado para o fim de 2021 — bem como para um novo Mac Pro (talvez com metade do tamanho do modelo atual) planejado para 2022 —, a Apple estaria testando um chip com até 32 núcleos de alta performance! 😱🤯

Publicidade

No entanto, pessoas familiarizadas com o assunto disseram que, enquanto esses componentes estão em desenvolvimento, a Apple pode escolher lançar primeiro variações com “apenas” 8 ou 12 núcleos de desempenho. Segundo a Bloomberg, as fabricantes de chips são obrigadas a fornecer tecnologias com especificações mais baixas do que as originalmente planejadas devido a “possíveis problemas de fabricação”.

As informações também dão conta de que a Apple está desenvolvendo processadores gráficos mais poderosos. Atualmente, o chip M1 conta com uma GPU personalizada que vem em variações de 7 ou 8 núcleos; no entanto, para seus futuros laptops e desktops, a companhia estaria tentando incorporar versões de 16 ou 32 núcleos.

E não para por aí: no fim de 2021 — ou no começo de 2022 —, a Apple poderá lançar máquinas equipadas com chips de 64 ou 128 núcleos. Esses processadores seriam “várias vezes mais rápidos” do que os módulos gráficos da NVIDIA e da AMD que a Apple atualmente usa nas máquinas com chips da Intel, naturalmente.

Como diriam os jovens de hoje, a Bloomberg lançou a braba!

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Câmeras e scanner LiDAR do iPhone 12 Pro

BBC destaca impacto do scanner LiDAR para acessibilidade

Próximo Artigo
Patches de "For All Mankind"

Site vende emblemas de "For All Mankind" assinados pelo criador da série

Posts Relacionados