O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Como rodar o Windows ARM no seu Mac com chip M1

Sim, é possível – o que não significa que (já) seja recomendado
Parallels Desktop rodando Windows 10 ARM em Mac M1

Parece que a saga do Windows no chip M1 está finalmente se descomplicando. Na última semana, falamos aqui sobre a versão de testes do Parallels Desktop 16, que já traz suporte à virtualização do Windows ARM nos novos Macs, e agora temos mais informações sobre esse feito — que, pelo visto, foi realizado em parceria com a própria Microsoft.

Publicidade

A “pista” foi dada por Omar Shahine, vice-presidente do OneDrive na Microsoft. No Twitter, o executivo agradeceu a ambas às empresas (Parallels e Microsoft) por levar o Windows 10 ARM ao chip M1, dando a entender que a gigante de Redmond de fato teve um dedo ativo na parada.

Caramba, isso é incrível! Windows 10 ARM rodando no MacBook Air com M1. Ótima performance e desempenho da bateria! Obrigado à Parallels e à Microsoft por lançar a versão ARM do Windows!

Para quem está boiando um pouco na história, até recentemente a Microsoft oferecia a versão ARM do Windows 10 apenas para fabricantes que incluíssem o sistema como padrão em seus dispositivos — ou seja, em termos como esses, o Mac ficaria de fora. Pelo visto, alguma chave foi mudada lá em Redmond para permitir a chegada do sistema aos novos computadores da Maçã.

O fato é que, com isso, você já pode começar a testar o Parallels Desktop com Windows ARM no seu novo Mac. Para isso, basta seguir os passos abaixo, adaptados desse tutorial do 9to5Mac:

Publicidade
  1. Baixe a versão Technical Preview do Parallels Desktop para Macs com M1. Abaixo do link de download, você deverá resgatar um código de ativação fornecido pela própria Parallels — não se esqueça de salvar este código.
  2. Inscreva-se no Windows Insider Program e baixe o Insider Preview do Windows 10 ARM64.
  3. Abra a versão do Parallels que você instalou.
  4. Arraste o arquivo do Windows que você baixou para o assistente de instalação do Parallels e clique em “Criar”.
  5. Entre com sua conta da Parallels e digite o código de ativação fornecido pela empresa no passo 1.
  6. Siga os passos na tela para completar a instalação do Windows.
  7. Depois de instalado, desabilite a opção Time Sync no Parallels — vá às configurações da máquina virtual, clique em “Options” e, em “More Options”, selecione a opção “Do not sync” na seção “Time Sync”.

O tutorial do 9to5Mac traz outras dicas importantes para quem quer ter um Windows minimamente utilizável no Mac, como habilitar a emulação de aplicativos x64 e melhorar a alocação de núcleos do processador para melhorar a performance. Vale a pena dar uma olhada em tudo, se você tiver interesse.

Vale lembrar, claro, que tudo isso está em fases bem iniciais de testes — tanto o Parallels quanto o Windows em si. Portanto, a ideia aqui não é usar o software como sua ferramenta de trabalho nem nada do tipo, e sim como um experimento. Inclusive, aplicativos ARM32 (como os da Microsoft Store) ainda não funcionam na máquina virtual, apenas os ARM64 (como o Microsoft Edge).

De qualquer forma, pode ser um projeto divertido para os notórios dias de ócio até o ano que vem. 😜

via MSPoweruser

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Pacotes de ícones alternativos para o iOS 14

Confira 9 pacotes de ícones para renovar seu iPhone ou iPad

Próximo Artigo
Árvore de Natal toda decorada

Feliz Natal, MacMagaziners!

Posts Relacionados