O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Simbolo do 5G no iPhone 12

Tudo sobre o 5G e como ele funcionará no Brasil

Se tem um assunto que anda em alta e gerando polêmicas entre americanos, brasileiros e chineses, esse assunto é o 5G. Mas você sabe o que é realmente o 5G e quais seus benefícios?

Publicidade

Por aqui, explicaremos com detalhes todas essas dúvidas nos próximos parágrafos.

O que é?

O 5G é a quinta geração das redes móveis e de banda larga. A principal característica das novas redes é que elas oferecem uma altíssima velocidade em comparação ao 4G — em geral, espera-se uma velocidade até 10x maior em relação ao 4G. No papel, estamos falando de velocidades máximas de até 10Gb/s — a título de comparação, as redes 4G chegam a uma velocidade máxima de 1Gb/s.

Um benefício das redes 5G, além da altíssima velocidade, é a diminuição da latência. A latência nada mais é do que o tempo de resposta para uma ação feita pelo usuário. Um exemplo: suponhamos que você esteja jogando um game online. Se a latência estiver baixa, o tempo entre o seu comando e a resposta do jogo fica menor, melhorando a sua jogabilidade.

Publicidade

Outro benefício das redes 5G é que elas possibilitam uma maior conectividade entre dispositivos da chamada internet das coisas (ou IoT), como sensores, câmeras, fechaduras inteligentes e até carros.

Indo para o campo de dados mais técnicos, o 5G se divide em dois tipos: sub-6GHz e mmWave (onda milimétrica). No sub-6GHz, a frequência transmitida das torres é inferior a 6GHz; já no caso do mmWave, a frequência ultrapassa os 24GHz, ou seja, a velocidade é maior.

O mmWave é ideal para ser usado em estádios e locais relativamente pequenos (se comparado a cidades), porém com uma grande concentração de pessoas. Isso porque um ponto negativo das redes mmWave é que o sinal não consegue atingir longas distâncias como nas redes sub-6GHz.

É importante ressaltar, porém, que para o dispositivo funcionar nas redes 5G com mmWave, ele precisa ser compatível com essa tecnologia — como os modelos americanos dos iPhones 12.

Entre os países que já iniciaram a implementação do 5G, estão a Coreia do Sul, a China, a Espanha, os Estados Unidos, o Reino Unido e a Suíça.

O que é 5G DSS?

Enquanto o 5G propriamente dito não chega oficialmente ao Brasil (mais sobre isso nos parágrafos seguintes), algumas operadoras brasileiras se anteciparam e lançaram o 5G DSS no país.

O DSS vem de Dynamic Spectrum Sharing (Compartilhamento de Espectro Dinâmico). De maneira resumida, elas oferecem uma velocidade maior que as redes 4G ao compartilhar as frequências entre outras tecnologias como o 3G e o 4G, que já foram leiloadas entre as operadoras. Apesar de ser chamado de 5G DSS, essa tecnologia não atinge velocidades que chegam perto do 5G “verdadeiro”.

iPhone 12 conectado a uma rede 5G no Brasil
📷 Eder Paes

É justamente o 5G DSS que tem feito alguns donos de iPhones 12 já verem a indicação de “5G” no aparelho, estando no Brasil.

5G no iPhone

No caso dos iPhones, os primeiros modelos a trazerem a tecnologia 5G foram os iPhones 12 (sim, os quatro modelos: iPhone 12 mini, iPhone 12, iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max).

Como falamos acima, apenas os iPhones americanos (isto é, vendidos nos EUA) contam com suporte tanto à tecnologia mmWave quanto à sub-6GHz; no resto do mundo, temos o suporte apenas ao sub-6GHz.

Cada aparelho da nova linha da Apple conta com quatro modelos, vendidos em diferentes regiões do mundo. Na época do anúncio dos aparelhos, falamos por aqui sobre os modelos e a compatibilidade deles no Brasil.

Mas, de forma resumida: você pode comprar um iPhone 12 em qualquer lugar do mundo que ele funcionará por aqui. 😉

E o 5G no Brasil?

No Brasil, há um grande impasse sobre quando as redes 5G começarão a funcionar — e se a chinesa Huawei participará do leilão delas, a ser realizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

A última previsão é de que o leilão para as operadoras ocorrerá no primeiro semestre deste ano. Por aqui, serão usadas as faixas de 700MHz, 2,3GHz, 3,5GHz e 26GHz — as três primeiras sub-6GHz e a última, mmWave.


Quem aí também está ansioso para usar as redes 5G no Brasil? ☝️

via Tecnoblog, Olhar Digital, Techplayon, UOL

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Drop Flop!

Promoções na App Store: Drop Flop!, PanoPainter, Codeshot e mais!

Próximo Artigo
Elevar para Falar no Apple Watch

Como ativar a Siri no Apple Watch apenas levantando o pulso

Posts Relacionados