O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple é uma empresa de “estilo de vida”, diz novo CEO da Intel

Não, não foi um elogio — ou foi?
Pat Gelsinger, CEO da Intel

Sabemos que a Intel não vive o melhor dos seus dias: a empresa está vendo seu império dos processadores ser ameaçado por criações muito interessantes (e poderosas) de nomes como a Apple, a AMD e a Qualcomm — ameaça que tem rendido, inclusive, pressões dos investidores para que a gigante implemente mudanças internas.

Publicidade

Bom, uma mudança drástica foi anunciada nos últimos dias: depois de menos de dois anos, o CEO1 Bob Swan deixará o cargo e será substituído por Pat Gelsinger, até então CEO da VMware.

Pois em uma das suas primeiras declarações como futuro chefão da Intel, Gelsinger já tratou de falar sobre a Apple — e mostrar que, talvez, sua abordagem em relação a Cupertino também não seja das mais sábias. Em uma reunião com executivos e funcionários, ele afirmou (de forma um tanto pejorativa) que a Apple seria uma “empresa de estilo de vida”.

Como noticiado pelo The Oregonian, Gelsinger disse o seguinte:

Publicidade

Nós temos que entregar produtos para o ecossistemas de PCs melhores do que qualquer coisa feita por uma empresa de estilo de vida em Cupertino. No futuro, nós teremos que ser bons a esse ponto.

Ou seja: a declaração de Gelsinger é, ao mesmo tempo, um elogio e uma esnobada em relação à Maçã — elogio porque o executivo ao menos reconhece que os avanços recentes de Cupertino na área dos processadores são impressionantes, mas esnobada porque… bom, aparentemente é um ultraje que uma “empresa de estilo de vida” tenha alcançado (ou mesmo superado) a experiência de meio século da Intel justamente na sua área de especialidade.

Embora reconheça que a Intel precise de mudanças para recuperar sua primazia, Gelsinger afirmou na reunião que “os melhores dias da empresa ainda estão por vir”. Isso tudo, claro, depende das decisões que o CEO tomará nos próximos meses — decisões que giram em torno de questões fundamentais da empresa, como a insistência em fabricar seus próprios chips e a relação com avanços de inteligência artificial.

Ao menos, Gelsinger sabe com o que está lidando: antes do seu período na VMware, ele passou quase 30 anos na Intel, em uma série de cargos na direção executiva da empresa. Vejamos, portanto, quais serão seus primeiros passos no retorno.

via The Verge

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Nova versão do Final Cut Pro X rodando no Pro Display XDR e no Mac Pro

Vêm aí Mac Pro similar ao G4 Cube e novo monitor mais em conta, diz Bloomberg

Próximo Artigo
Apple Southlake Town Square

COVID-19: Apple fecha novamente lojas no Texas, na Geórgia e na Carolina do Norte

Posts Relacionados