O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Homem usando Telegram em um iPhone
Natee Meepian / Shutterstock.com

Apple é processada por não remover o Telegram da App Store

Mensageiro é acusado de permitir desinformação e discursos de ódio

A Apple está sendo processada pela Coalition for a Safer Web (um grupo americano que trabalha para “promover uma internet mais segura”) por não remover o Telegram da App Store, uma vez que o mensageiro estaria sendo usado por grupos de ódio e extremistas para planejar novos ataques ao Capitólio dos Estados Unidos, segundo as acusações.

Publicidade

A ação chega pouco depois de Apple, Google e Amazon banirem a rede social Parler de suas plataformas por não “gerenciar conteúdos gerados por seus usuários”. O aplicativo foi supostamente usado para planejar e coordenar atividades ilegais na capital americana, incluindo o ataque ao Capitólio dos EUA.

Com efeito, o processo pressionará a Apple a examinar de perto o Telegram, com o objetivo de verificar se a plataforma permite ou mesmo incentiva atividades semelhantes, como divulgado pelo The Washington Post.

Também há uma acusação de que grupos racistas e antissemitas “têm utilizado abertamente o Telegram com pouca ou nenhuma moderação de conteúdo pela administração do Telegram”. Apesar dos relatos sobre o aplicativo, a Apple “não tomou nenhuma ação contra o Telegram comparável à ação que tomou contra Parler para obrigar o Telegram a melhorar suas políticas de moderação de conteúdo”.

Publicidade

O processo também alega que o Telegram está sendo usado para “coordenar e incitar violência extrema” antes da posse do presidente eleito Joe Biden:

Alguns usuários pediram aos seguidores que abandonassem os planos de um segundo protesto em Washington em favor de ataques surpresa em todo o país.

O grupo “anti-Telegram” exige um julgamento com júri e pede ao tribunal que forneça uma indenização compensatória a cada reclamante, além de uma liminar proibindo o Telegram de ser baixado na App Store até que ele esteja em conformidade com as diretrizes da Apple.

Vale notar que esse não é o primeiro problema no qual o Telegram é acusado de não gerenciar os conteúdos distribuídos na sua plataforma; em outubro passado, a Apple solicitou que o app removesse determinadas mensagens relacionadas aos protestos na Bielorrússia — as quais, segundo a Apple, continham informações sensíveis sobre usuários.


Ícone do app Telegram Messenger
Telegram Messenger de Telegram FZ-LLC
Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple Watches
Versão 7.7 (177.6 MB)
Requer o iOS 9.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR

Ícone do app Telegram
Telegram de Telegram Messenger LLP
Compatível com Macs
Versão 7.7 (59.8 MB)
Requer o macOS 10.11 ou superior
GrátisBadge - Baixar na Mac App Store Código QR Código QR

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Protetor de tela do Mac

Bug afeta troca rápida de usuário em Macs com M1

Próximo Artigo
Fábrica da Foxconn

Foxconn expandirá produção de Macs e iPads no Vietnã

Posts Relacionados