O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden
Stratos Brilakis / Shutterstock.com

Apple e Google aplaudem reforma imigratória proposta por Biden

Pouco depois de ser empossado como o 46º presidente dos Estados Unidos, Joe Biden assinou duas ordens executivas que estendem o programa DACA1 e revertem as restrições imigratórias a cidadãos de países predominantemente muçulmanos.

Publicidade

A Apple e outras gigantes da tecnologia (como o Google) são apoiadoras do DACA e, no passado, se posicionaram publicamente a favor da reforma imigratória. O CEO2 da Apple, Tim Cook, defendeu os esforços de imigração de Biden, como divulgado pelo The Verge:

Saudamos o compromisso do presidente Biden em buscar uma reforma imigratória abrangente que reflita os valores americanos de justiça, equidade e dignidade. Esse esforço fortalecerá as comunidades americanas e as oportunidades que este país há muito tempo promove. Nas próximas semanas e meses, os líderes empresariais esperam trabalhar com o governo, bem como democratas e republicanos no Congresso, para obter soluções bipartidárias, práticas e abrangentes para consertar nosso sistema de imigração falho, incluindo uma solução permanente para os Dreamers que inclua um caminho para a cidadania.

Parabéns ao presidente Biden e à vice-presidente Harris neste dia histórico. Inspirado por sua visão de unificação e suas ações imediatas sobre mudanças climáticas, imigração e COVID-19. Uma nação, indivisível.

O CEO do Google, Sundar Pichai, também divulgou uma declaração em apoio aos esforços do governo Biden.

Aplaudimos a ação rápida do @POTUS no alívio da COVID, no Acordo Climático de Paris e na reforma imigratória. O Google apoia ações sobre essas questões importantes e estamos ansiosos para trabalhar com a nova administração para ajudar os EUA a se recuperarem da pandemia e expandir nossa economia.

Tanto a Apple quanto o Google (entre uma série de empresas de tecnologia dos EUA) condenaram, no ano passado, a suspensão de vistos de trabalho estrangeiros pelo ex-presidente Donald Trump — uma medida que impediu dezenas de milhares de trabalhadores de ingressar ou continuar trabalhando legalmente.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Cook e Trump em fábrica do Mac Pro nos EUA

Tim Cook deu a Trump o primeiro Mac Pro fabricado nos EUA

Próximo Artigo
Conceito do "Apple Glass"

Precursor do "Apple Glass" será caro e chegará em 2022, diz Bloomberg

Posts Relacionados