O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple celebra a cultura negra com nova edição do Watch

A Apple acaba de divulgar um comunicado em celebração ao Mês da História Negra (comemorado em fevereiro), no qual anuncia várias novidades preparadas em homenagem à história e a cultura negra — entre elas, uma nova edição temática do Apple Watch.

Publicidade

A coleção Black Unity inclui uma edição limitada do Apple Watch Series 6 e a novíssima pulseira Black Unity Sport, além de mostradores inspirados nas cores da bandeira pan-africana. Haverá ainda, como já havíamos noticiado, um novo desafio para usuários do Apple Watch voltado para o tema.

De acordo com a Apple, a nova pulseira Black Unity Sport é feita de peças individuais de fluorelastômero colorido, as quais são montadas à mão e comprensadas em uma — tal como a pulseira colorida do Orgulho.

O Apple Watch Series 6 Black Unity e a pulseira Black Unity Sport estarão disponíveis em 1º de fevereiro — a partir de US$400 e US$50, respetivamente — no site e lojas da Apple e da Target nos Estados Unidos.

Publicidade

O Apple Watch (que tem exatamente o mesmo corpo de alumínio da versão convencional), porém, será comercializado somente no mês de fevereiro, enquanto a pulseira poderá ser adquirida até o fim deste ano nos Estados Unidos e em mais de 38 países/regiões.

Já o mostrador União (Unity) estará disponível como parte do watchOS 7.3, o qual será disponibilizado para todos os usuários ainda hoje.

“Clicada com iPhone”

A partir de fevereiro, também, terá início a mais nova fase da campanha publicitária “Clicada com iPhone” (“Shot on iPhone”).

Denominada “Hometown”, o objetivo será destacar o trabalho de mais de 30 fotógrafos negros cuja missão é capturar imagens incríveis de suas cidades natais.

Today at Apple

O Today at Apple também se uniu ao grupo de design It’s Nice That para lançar um novo conjunto de sessões virtuais práticas focadas em explorar o poder da criatividade na mudança social.

Durante o Mês da História Negra, a curadora e escritora Kimberly Drew moderará sessões lideradas por artistas negros que discutirão suas práticas criativas e onde se inspiram, além de demonstrar e ensinar uma habilidade ou técnica específica.

Serviços

Além das novidades supracitadas, a Apple também disponibilizará uma variedade de conteúdos exclusivos que destacam e amplificam criadores, artistas, desenvolvedores e empresas negras em suas plataformas/serviços — como App Store, Apple Music, Apple Maps, app Apple TV, Apple News, Apple Books e Apple Podcasts.

Essas atividades do Mês da História Negra complementam o compromisso contínuo da Apple em “honrar e celebrar as vozes negras”.

No início deste mês, vale lembrar também, a Apple anunciou um conjunto de novos projetos importantes como parte da sua Iniciativa sobre Equidade e Justiça Racial (Racial Equity and Justice Initiative, ou REJI), cujos investimentos somam US$100 milhões.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Taron Egerton

Apple TV+ terá série criminal estrelada por Taron Egerton

Próximo Artigo
Apple TV+

Pesquisa MM: 48% pretendem continuar assinando o Apple TV+

Posts Relacionados