O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Óculos de realidade aumentada da Apple chegarão em 2022, diz JPMorgan

Com direito a seis lentes, scanner LiDAR… e um preço não muito amigável
Mockup do "Apple Glass"
The Mac Observer

Pouco a pouco, os rumores sobre os dispositivos de realidade aumentada da Apple vão tomando forma e ganhando um cronograma mais concreto perante os olhos do público. Há algumas semanas, a Bloomberg já tinha cantado a bola de que a Maçã daria seu pontapé inicial no mercado em 2022; hoje, o analista Yang Weilun (da JPMorgan) chegou para corroborar a informação.

Publicidade

A previsão de Yang, trazida pelo China Times, traz ainda algumas (possíveis) informações interessantes sobre o headset. Segundo o relatório, a Apple não economizará na tecnologia do dispositivo, incluindo seis lentes, um sensor time-of-flight (ToF) e um scanner LiDAR, semelhante aos dos iPhones e iPads Pro.

A ideia, claro, é que todos esses elementos trabalhem em conjunto para “ler” os arredores do usuário da forma mais precisa possível, possibilitando que a experiência de uso torne-se mais natural e realista. O relatório cita tanto experiências de realidade aumentada quanto outras de realidade virtual, sugerindo que, talvez, o headset da Maçã possa alternar entre esses dois modos.

Assim como a Bloomberg, Yang também acredita que o futuro dispositivo da Maçã ocupará a faixa mais cara no mercado de aparelhos AR/VR. Segundo as previsões do analista, só a lista de componentes do produto poderá superar os US$500 — a efeito de comparação, um iPhone 12 de 128GB custa US$431 para ser produzido e é vendido por US$800, então daí já podemos ter uma ideia de que o headset da Maçã, quando lançado, possivelmente chegará na casa dos quatro dígitos (de dólares, claro).

Publicidade

Em termos de fornecedores, a Apple deverá convocar sua parceira usual, a Taiwan Semiconductor Manufacturing Company (TSMC), para produzir os chips dos dispositivos. A Largan e a Jin Guogang deverão ficar responsáveis pelas lentes de câmera, enquanto a Yujingguang e a Yangmingguang fabricarão as lentes oculares. A Pegatron montará o dispositivo.

Vale notar que tudo isso que estamos tratando aqui ainda não é o que nos habituamos a chamar de “Apple Glass”: conforme indicado por rumores recentes, os óculos “reais” da Maçã, com design mais leve/discreto e pensado para ser usado durante todo o dia, deverão chegar apenas um ou dois anos depois do dispositivo dedicado a AR/VR.

O fato é que… bom, as coisas estão andando. Os próximos anos prometem!

via iMore

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
macOS Big Sur

Bug no comando sudo afeta Macs e pode levar a invasões

Próximo Artigo
Swiss Alp Watch Final Upgrade, clone suíço do Apple Watch

Novo clone custa o equivalente a mais de 100 Apple Watches

Posts Relacionados