O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Mais um estudo diz que Apple Watch pode detectar COVID-19

Os sinais podem aparecer até uma semana antes de os sintomas se manifestarem
Oxímetro no Apple Watch Series 6

Há menos de um mês, falamos aqui sobre dois estudos que indicavam a possibilidade de o Apple Watch — assim como outros dispositivos vestíveis com medição de frequência cardíaca — detectar sinais do novo Coronavírus (COVID-19) antes mesmo do surgimento de sintomas no paciente. Pois recentemente, mais uma pesquisa chegou para corroborar essa descoberta.

Publicidade

O chamado Warrior Watch Study, realizado por pesquisadores do Mount Sinai, incluiu centenas de médicos e funcionários da própria instituição. Cada pessoa observada recebeu um Apple Watch, emparelhado a um iPhone com um app específico, e foi instruída a utilizar os dois aparelhos e responder uma pesquisa diária sobre sintomas de COVID-19 e outros fatores de abalo da frequência cardíaca, como estresse.

Os dados, coletados entre abril e setembro de 2020, tinham como objetivo principal analisar a variabilidade da frequência cardíaca (VFC) dos pacientes — e, quem sabe, ligar esses dados à infecção da COVID-19 em um determinado organismo. No fim das contas, os pesquisadores perceberam que sim: a interpretação correta dos dados pode detectar a contaminação pelo vírus até uma semana antes da manifestação de sintomas.

Os resultados completos da pesquisa foram publicados na revista científica Journal of Medical Internet Research (JMIR), e indicam também que, após o diagnóstico “formal” da infecção pela COVID-19, os dados de VFC dos pacientes voltam ao normal rapidamente. Uma ou duas semanas após o teste positivo, as medições já tinham retornado completamente aos números vistos antes da doença.

Publicidade

Obviamente, agora fica a expectativa do que poderá ser feito com essa descoberta. Desde já, o estudo pode ajudar profissionais da área médica a identificar com antecedência pessoas potencialmente contaminadas pela COVID-19 (e colocá-las em isolamento social) sem a necessidade dos testes tradicionais; em breve, com alguma sorte, poderemos ter também aplicativos e serviços que incorporem os resultados do estudo para que os próprios usuários tenham um “pré-diagnóstico” ao usar o Apple Watch — que, claro, não substituirá a consulta médica, mas já poderá indicar a necessidade de cuidados adicionais.


Apple Watch Series 6
Apple Watch Series 6 de Apple Preço à vista: a partir de R$4.769,10
Preço parcelado: em até 12x de R$441,58
Tamanhos: 40mm ou 44mm
Materiais: alumínio, aço inoxidável ou titânio
Características: GPS ou GPS + Cellular
Cores: diversas
Lançamento: setembro de 2020

Apple Watch SE
Apple Watch SE de Apple Preço à vista: a partir de R$3.419,10
Preço parcelado: em até 12x de R$316,58
Tamanhos: 40mm ou 44mm
Materiais: alumínio
Características: GPS ou GPS + Cellular
Cores: diversas
Lançamento: setembro de 2020

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão por cada venda concluída por meio dos links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

via TechCrunch

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
macOS Big Sur

Apple libera macOS Big Sur 11.2.1 com correções de bugs [atualizado]

Próximo Artigo
Fábrica da Wistron na Índia

Fábrica da Wistron volta a funcionar após motim; fornecedora continua sob aviso

Posts Relacionados