O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Conceito: “Mac Nano” seria menor do que um cartão de crédito

Com os chips da Apple, a possibilidade torna-se real

A chegada do M1 (e, mais amplamente, de todo o projeto de chips próprios da Apple) abriu um mundo de possibilidades para os Macs: sem estar mais presa às amarras e ao ciclo de atualizações da Intel, a Maçã terá muito mais liberdade para desenvolver suas máquinas e colocar no mundo real ideias que, anteriormente, seriam impraticáveis.

Publicidade

Até o momento, não sabemos se isso traduzir-se-á em novos modelos de Macs, diferentes da linha bem consolidada que temos hoje. Na visão do nosso leitor e designer Renato Ramos Bogo, entretanto, a Apple poderia aproveitar o poder dos seus chips para anunciar dois novos formatos de desktop na sua linha de Macs — e nós, claro, veremos ambos logo abaixo.

“Mac Nano”

A primeira proposta de Bogo é a mais ambiciosa: de acordo com o designer, a existência dos chips próprios da Apple poderia permitir a criação de um computador minúsculo, muito menor do que o Mac mini — e ora, isso não deixa de ser verdade: o iPhone, com todos os seus componentes extras (tela, bateria, etc.) já tem um poder de processamento de dar inveja a muitos desktops, e ele cabe em qualquer bolso.

Conceito de "Mac Pro Cube"

A partir disso, Bogo criou o “Mac Nano” — basicamente um pequeno cartão, de 6,5×6,5cm, com um botão de liga/desliga na lateral e três portas Thunderbolt/USB 4 na traseira. Inspirado na arquitetura dos iPhones, o computador teria um chip “M2 SE”, com três vezes a potência e apenas um quarto do consumo energético de um chip similar.

Pensado para ser seu computador instantâneo, pronto para ser levado a qualquer lugar e plugado em qualquer tela, o “Mac Nano” custaria a partir de US$200 — ampliando significativamente, desta forma, a base de usuários do macOS e levando o ecossistema da Apple a um segmento até hoje inexplorado.

Conceito de "Mac Pro Cube"

A ideia é realmente maravilhosa — claro, temos que saber sua aplicabilidade prática, mas fica a torcida para que os engenheiros da Maçã estejam lendo este texto (ou ao menos pensando em coisas parecidas). Fica a dica, Cupertino. 😉

“Mac Pro Cube”

A segunda ideia do designer é a do “Mac Pro Cube”, uma espécie de fusão entre o atual Mac Pro e o icônico (porém malfadado) Power Mac G4 Cube — um conceito, aliás, calcado em rumores bastante reais, trazidos recentemente pela Bloomberg.

Conceito de "Mac Pro Cube"

O modelo teria linhas bem semelhantes às do Mac Pro (incluindo os pés em aço inoxidável), mas com um corpo significativamente menor e as já famosas entradas de ar posicionadas na parte de cima — pensadas justamente para maximizar o fluxo de ar e resfriar a máquina de forma competente, potencializando a performance.

Conceito de "Mac Pro Cube"

Assim como no Mac Pro, a carcaça de alumínio do “Mac Pro Cube” seria facilmente removível, dando ao usuário acesso aos quatro slots DIMM para expansão de memória ou de outros componentes. O cérebro do computador seria uma dupla de processadores “M2PRO”, enquanto os gráficos seriam responsabilidade da placa “M1PROVIEW”. Na parte traseira, 8 portas USB 3.0 e 12(!) Thunderbolt/USB4, para você nunca mais precisar lembrar da existência de hubs e afins.

Conceito de "Mac Pro Cube"

E aí, o que acharam de ambos?

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Breathing Zone

Promoções na App Store: Breathing Zone, Heart Halo, JotNow e mais!

Próximo Artigo
Base de carga magnética para Apple Watch

Apple Watch Series 5/SE que não carrega terá reparo gratuito

Posts Relacionados