O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Gráfico de malwares, Trojan, vírus
Shutterstock.com

Pesquisa: detecção de malwares contra Macs caiu 38% em 2020

A Malwarebytes, desenvolvedora do antivírus homônimo para macOS/Windows, divulgou os resultados da pesquisa State of Malware 2021 [PDF] (referente a 2020), os quais mostram uma queda na detecção de malwares contra Macs no ano passado.

Publicidade

Na pesquisa anterior (referente a 2019), a Malwarebytes havia detectado um total de 120.855.305 ameaças contra Macs; em 2020, esse número caiu para 75.285.427 — uma queda de 38%.

Apesar da redução no número de detecções totais, os ataques contra usuários corporativos de Macs aumentaram, muito provavelmente devido à migração para o formato de trabalho remoto por muitas empresas — causado pela restrições impostas pela pandemia do novo Coronavírus (COVID-19). Por outro lado, as ameaças contra consumidores (usuários comuns) caíram 40%, segundo os dados.

Em Macs, o estudo mostra que o “modelo de negócio” preferido pela maioria dos invasores continua sendo o adware, com Trojans, worms, spywares e riskwares sendo mais comuns em PCs com Windows.

Publicidade

Analisando os tipos de ataques, a Malwarebytes constatou uma queda nas detecções de adwares e programas potencialmente indesejados (potentially unwanted programs, ou PUPs) em Macs. Por outro lado, malwares que exploram backdoors e mineração de criptomoedas aumentaram mais de 61%.

Malwarebytes State of Malware 2020

Dos malwares encontrado em Macs, o mais “inédito” foi o ThiefQuest, que se espalhou por meio de instaladores encontrados em sites de torrents. Quando infectados, os Macs podem ter arquivos criptografados, com o malware pedindo um “resgate” para liberá-los.

A pesquisa completa (que inclui também os dados de PCs com Windows) está disponível aqui [PDF].

via MacRumors

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Apple Southpoint

Apple Southpoint é reinaugurada; mais lojas reabrem nos EUA

Próximo Artigo
Múltiplas abas no Google Chrome

Google Chrome agora tem rolagem por múltiplas abas

Posts Relacionados