O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Epic Games leva briga contra a Apple pra Europa [atualizado]

Free Fortnite Europa

A saga da Epic Games — desenvolvedora de Fortnite — contra a Apple acaba de chegar a um novo patamar: a Epic anunciou hoje que entrou com uma nova ação antitruste contra a Maçã na União Europeia — a qual se soma aos processos já em trâmite nos Estados Unidos e na Austrália.

Publicidade

A queixa, apresentada à Direção-Geral da Concorrência da Comissão Europeia, alega que a Apple “usa seu controle do ecossistema iOS” para se beneficiar enquanto “bloqueia concorrentes”, acusando-a de abusar da sua posição dominante — o que pode representar uma violação da lei de concorrência da UE.

Vale notar que, historicamente, a UE tem o punho mais firme em relação aos processos que envolvem empresas de tecnologia dos EUA — a exemplo da ação contra a Apple sobre impostos retroativos na Irlanda.

Além disso, a Europa usa padrões diferentes dos EUA em se tratando de questões antitruste, com foco maior nos danos de possíveis ações anticompetitivas do que no impacto sobre os consumidores.

O fundador e CEO1 da Epic Games, Tim Sweeney, falou sobre a nova investida contra a Apple:

O que está em jogo aqui é o futuro das plataformas móveis. Os consumidores têm o direito de instalar aplicativos de fontes de sua escolha e os desenvolvedores têm o direito de competir em um mercado justo. Não ficaremos de braços cruzados e permitiremos que a Apple use seu domínio para controlar o que deveria ser um campo nivelado. É ruim para os consumidores, que estão pagando preços inflacionados devido à completa falta de competição entre as lojas e ao processamento de pagamentos no aplicativo. E é ruim para os desenvolvedores, cujos meios de subsistência muitas vezes dependem da total discrição da Apple quanto a quem permitir na plataforma iOS, e em quais termos.

A Epic diz que não busca nenhuma indenização da Apple, apenas “acesso e concorrência justa”, o que a empresa diz que beneficiará tanto os consumidores quanto os desenvolvedores.

Publicidade

Tanto a Apple quanto a Comissão Europeia não comentaram, ainda, a nova queixa da Epic. Fato é que a briga (já grande) está só escalando e nenhum dos dois lados parece disposto a torcer o braço…

via Axios

Atualização 17/02/2021 às 09:51

Ao Business Insider, um porta-voz da Apple disse que a Epic Games fez seus clientes de “peões” para jogá-los contra a companhia — algo que ela já vinha defendendo há alguns meses.

A Epic tem sido um dos desenvolvedores de maior sucesso na App Store, crescendo em um negócio multibilionário que atinge milhões de usuários do iOS em todo o mundo, incluindo na União Europeia. De maneiras que um juiz descreveu como “enganosa” e “clandestina”, a Epic habilitou um recurso em seu aplicativo que não foi revisado ou aprovado pela Apple, e o fez com a intenção expressa de violar as diretrizes da App Store que se aplicam igualmente a todos os desenvolvedores e protegem os clientes.

Seu comportamento temerário transformou os clientes em peões e esperamos deixar isso claro para a Comissão Europeia.

Veremos se a Epic retrucará…

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Passaporte de vacinação/saúde

Apple só aceitará apps oficiais com "passaportes de vacinação"

Próximo Artigo
Apple Music

Apple Music paga US$163 milhões em royalties retroativos

Posts Relacionados