O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple não encontra Scott Forstall para depor no caso da Epic

Scott Forstall
Mashable

Scott Forstall, ex-vice-presidente sênior do iOS, é o mais recente (ex-)executivo da Apple a ser convocado para depor no processo da Epic Games contra a gigante de Cupertino — mas, ao que tudo indica, o problema está sendo encontrá-lo.

Publicidade

Forstall deixou a Apple em 2013, no que foi amplamente divulgado na época como uma saída “forçada” — em grande parte por causa do lançamento mal-sucedido do Apple Maps.

Desde então, Forstall se manteve no geral fora da mídias, com algumas aparições aqui e acolá — optando por se concentrar como produtor da Broadway.

Mas o que a Epic quer com ele? De acordo com o FOSS Patents, devido ao seu envolvimento em torno do lançamento da App Store (centro de todo esse processo), é possível que ele tenha “informações que possam servir como evidências a seu favor”.

Publicidade

De acordo com documentos judiciais, a Epic afirma que não tentou proativamente entrar em contato com Forstall já que a Apple teria se disposto a cuidar da logística e do planejamento do depoimento.

Tanto a Epic quanto a Apple concordaram com um depoimento agendado provisoriamente para o dia 11 de fevereiro. Dez dias antes, a Apple admitiu que Forstall não respondeu ao seu pedido de comparecimento, de acordo com a Epic.

Quando a Epic pediu à Apple informações específicas sobre o paradeiro de Forstall, a Apple forneceu uma caixa postal e o nome de usuário dele no Twitter — de acordo com a Maçã, ela disse que não tinha autoridade para fornecer à Epic o número de telefone de Forstall, mas depois afirmou que não possuía essa informação.

Publicidade

A Epic diz que agora está “tentando localizar” Forstall; a Apple, por outro lado, insiste que poderá representá-lo no depoimento e que não pode obrigar um ex-funcionário a participar da disputa judicial em curso.

A Epic agora tem até 10 de março para localizar e convencer Forstall a depor. Quer ele concorde ou não, o CEO1 da Apple, Tim Cook, e o vice-presidente sênior de engenharia de software, Craig Federigh, testemunharão no caso. Atualmente, o julgamento está previsto para maio.

via iMore

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Apple Cherry Creek

Apple reabre lojas renovadas (e restauradas) nos EUA

Próximo Artigo
Snapdrop

Snapdrop é um “AirDrop” entre iPhones e Androids

Posts Relacionados