O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Procuradores da República chamam iPhone SE de “esmola”

A Folha de S.Paulo publicou, em sua edição de hoje (segunda-feira, 1º de março), uma reportagem que apurou conversas vazadas na rede interna de comunicação dos procuradores da República.

Publicidade

Em uma série de mensagens, múltiplos procuradores protestam pelo fato de a Procuradoria-Geral da República ter firmado um contrato com a operadora Claro que garante o fornecimento de iPhones SE para 1.200 procuradores da República e mais 650 servidores comissionados.

O protesto foi liderado por Marco Tulio Lustosa Caminha, procurador da República no Piauí, que enviou a seguinte mensagem a Darlan Ailton Dias, secretário de Tecnologia da Informação e Comunicação da PGR:

É isso mesmo, Darlan??!!! Você acha mesmo que depois de mais de três anos com um iphone 7, já ultrapassado, processador lento, bateria ruim, tela pequena, vamos aceitar por mais outros 30 meses um iphone SE?? Acho que ninguém aqui é moleque, Darlan!!

[…]

Isso é um insulto!! Não quero esmola! Acho que ninguém aqui quer esmola!! Estamos há quase um ano trabalhando de casa, celular, notebook, internet, energia… Que bagunça é essa?? Estão querendo nos humilhar??!! Não aceito humilhação, Darlan. Acho que devemos ser respeitado!!!

Caminha, segundo apurou a Folha, recebeu contracheques, abonos pecuniários e “gratificação por acúmulo de ofícios”, que, somente em janeiro deste ano, somaram R$102 mil.

Publicidade

Já a procuradora Ana Paula Ribeiro Rodrigues, do Rio de Janeiro, disse estar “torcendo para que haja algum equívoco nisso” ao receber a notícia numa “situação de penúria” e declarou que “resta-nos agir como burocratas e ir levando e, quem pode, vai se virando ou cai fora”.

Em outras mensagens internas, os procuradores dizem que o iPhone SE não atenderia às suas necessidades devido à tela pequena e “defasagem em relação a novas tecnologias” (incluindo, pasmem, 5G).

Bem, certamente as reclamações são todas pertinentes. Não consigo imaginar como um procurador da República conseguiria realizar o seu trabalho sem minimamente um iPhone 12 Pro Max de 512GB. Ora, bolas.


iPhone SE
iPhone SE de Apple Preço à vista: a partir de R$3.329,10
Preço parcelado: em até 12x de R$308,25
Cores: preta, branca ou (PRODUCT)RED
Capacidades: 64GB, 128GB ou 256GB
Lançamento: abril de 2020

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
"Ted Lasso"

Jason Sudeikis leva Globo de Ouro por "Ted Lasso", do Apple TV+

Próximo Artigo
Conceito de "iPhone 12s Pro"

Apple trabalha em modo de restauração para iPhone sem porta

Posts Relacionados