O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Setor tecnológico acredita que Apple, Google e cia. têm poder demais

A maioria também acredita que as restrições do governo dos EUA à China foram longe demais
Frente da Apple Old Orchard
9to5Mac

A discussão sobre o poder das Big Tech (nome comumente utilizado para se referir às gigantes tecnológicas dos Estados Unidos — Apple, Google, Amazon, Facebook e ocasionalmente Microsoft) é longa e frutífera: há quem defenda que a posição das empresas é merecidamente conquistada; e há quem veja problemas num grupo tão pequeno de companhias concentrar tanto poder na forma como administram o espaço digital, uma parte fundamental da vida em sociedade contemporânea.

Publicidade

Pois sobre isso, o site Protocol fez recentemente uma pesquisa muito interessante com 1.504 trabalhadores do setor tecnológico em todos os cargos, desde CEO1 e altos executivos até associados e outros funcionários de cargos de menor hierarquia. O resultado? 77% deles acreditam que as gigantes tecnológicas têm poder demais nas mãos.

Mais precisamente, foram duas perguntas: a primeira, que questionava se a indústria tecnológica é poderosa demais, teve 40% dos trabalhadores respondendo que “concordam fortemente” e 39% respondendo que “concordam”; 11% ficaram neutros na questão, enquanto 9% discordaram e 1% discordou fortemente.

Pesquisa da Protocol com trabalhadores da área tecnológica

A segunda pergunta foi mais focada, questionando se a Apple, o Facebook, a Amazon e a Alphabet (empresa-mãe do Google) tinham poder demais. Os resultados foram parecidos: 37% dos entrevistados concordaram fortemente e 40% concordaram, enquanto 14% ficaram neutros e 6% discordaram da afirmativa; apenas 3% discordaram fortemente.

Apesar disso, os funcionários entrevistados não parecem ter muitas ideias do que fazer para limitar esse poder: menos da metade acredita que as gigantes tecnológicas deveriam ser divididas em empresas menores, e mais de 3/4 acreditam que elas devem poder continuar adquirindo outras empresas. Além disso, 68% dos trabalhadores entrevistados afirmaram ter interesse em ver sua empresa fazer uma parceria ou ser adquirida por uma das integrantes da Big Tech.

Publicidade

A pesquisa tocou também em outros assuntos importantes pertinentes à indústria tecnológica. Perguntados sobre a relação das empresas com as agências da lei e de força policial, os entrevistados se dividiram: 24% disseram apoiar que as gigantes se envolvam e colaborem com investigações e outros 24% se posicionaram contra esse tipo de envolvimento; 22% se mantiveram neutros, enquanto 20% concordaram fortemente e 10% discordaram fortemente.

Pesquisa da Protocol com trabalhadores da área tecnológica

Na questão da China, 57% dos entrevistados afirmaram concordar ou concordar fortemente que as restrições do governo dos EUA ao país foram longe demais; apenas 16% discordaram ou discordaram fortemente; além disso, 58% dos trabalhadores concordaram ou concordaram fortemente com a afirmativa de que uma “guerra fria tecnológica” entre as duas nações poderia prejudicar empresas tecnológicas dos EUA; 19% discordaram ou discordaram fortemente.

Outro ponto que parece ser quase consensual é a regulação das ferramentas de inteligência artificial: 73% dos entrevistados concordaram ou concordaram fortemente que o governo deve implementar legislações para regular os robôs inteligentes, enquanto apenas 9% disseram discordar ou discordar fortemente da assertiva.

Publicidade

A pesquisa completa do Protocol, que tem alguns outros pontos bem interessantes, pode ser vista aqui.

via 9to5Mac

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
App Store

Apple reforça lobby para lutar contra leis "anti-App Store"

Próximo Artigo
Apple Music

Apple Music terá lista de músicas mais ouvidas por cidade no iOS 14.5

Posts Relacionados