O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple na China

China estaria criando nova forma de coletar dados no iOS

A ferramenta seria adequada às novas políticas de privacidade da Apple, segundo seus criadores

O iOS 14 e a App Tracking Transparency (ATT) chegaram para alterar fundamentalmente a forma como empresas e organizações coletam os dados dos usuários no ecossistema da Apple — basta ver todo o rebuliço causado entre gigantes cuja renda está diretamente ligada a esse tipo de informação. Do outro lado do mundo, entretanto, há quem já esteja pensando além.

Publicidade

Segundo uma reportagem recente do Financial Times, a Associação de Publicidade da China (China Advertising Association, ou CAA), órgão estatal, estaria desenvolvendo uma nova ferramenta pensada para coletar dados dos usuários mesmo sob as novas regras da ATT.

A ferramenta, até o momento conhecida como CAID, já teria adesões de peso: segundo a reportagem, a ByteDance, gigante chinesa responsável pelo TikTok, distribuiu aos desenvolvedores e anunciantes da sua plataforma um guia de 11 páginas detalhando os procedimentos a serem realizados para “usar a CAID como substituta caso o IDFA do usuário não esteja disponível”.

IDFA, como vocês provavelmente sabem, é o acrônimo para Identifier for Advertisers (Identificador para Anunciantes), o código utilizado no ecossistema da Apple para identificar os usuários e permitir que anunciantes direcionem propagandas de acordo com seus gostos e hábitos. É justamente o IDFA o epicentro da ATT e das mudanças do iOS 14.5, já que, a partir dessa versão do sistema, cada usuário precisará, explícita e continuamente, conceder autorização para que os apps coletem o identificador.

Publicidade

Ainda não há informações sobre o funcionamento da CAID ou se ela “trapacearia” o iOS 14 de alguma forma para coletar os dados dos usuários. Segundo os criadores da ferramenta, ela está em total conformidade com as novas regras do ecossistema da Apple, mas isso, claro, ainda tem de ser verificado pela própria Maçã — que, até o momento, não se pronunciou sobre o caso.

Algumas fontes ouvidas pelo FT afirmaram, entretanto, que a Apple já está ciente da existência da CAID e tem feito, até o momento, certa vista grossa em relação à ferramenta:

Três pessoas com conhecimento do assunto afirmaram que a empresa de Cupertino estaria receosa sobre tomar medidas drásticas, mesmo com uma clara violação das suas regras, caso a CAID tenha o apoio das gigantes tecnológicas e das agências governamentais chinesas.

Segundo as fontes do FT, a CAID poderá ser lançada publicamente ainda esta semana, mas inicialmente operará somente em território chinês — grupos de outros países, entretanto, já teriam se mostrado interessados na ferramenta.

Publicidade

Obviamente, teremos de aguardar mais informações sobre o assunto para sabermos qual o real caráter do recurso. Sinto que muita água ainda há de rolar debaixo dessa ponte.

via AppleInsider

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Recursos do Instagram para proteger menores de idade

Instagram proíbe Direct entre maiores e menores de idade que não se seguem

Próximo Artigo

COVID-19: Mapas da Apple agora exibem locais de vacinação nos EUA

Posts Relacionados