O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Rede mesh MW6, da Tenda

Review: sistema mesh Nova MW6, da Tenda

Anos após usar um AirPort Time Capsule 802.11ac (de 2TB) junto a um AirPort Express 802.11n (aquele de primeira geração, mais antigo ainda), eu experimentei um sistema mesh da D-Link chamado COVR-1102 e escrevi sobre a minha experiência com ele.

Publicidade

Agora, meses depois, estou de volta com uma opinião sobre um outro sistema mesh: o Nova MW6, da Tenda.

O que é uma rede mesh?

Eu já expliquei, mas não custa falar novamente para quem não leu o primeiro review: rede mesh nada mais é do que uma rede Wi-Fi mais inteligente, que usa dois ou mais pontos adicionais para criar uma única rede capaz de cobrir (na teoria, é claro) toda a área útil da sua casa ou do seu escritório.

A ideia é que o sinal seja distribuído uniformemente desses diversos pontos por todo o espaço. E isso é muito importante para manter seus aparelhos conectados, independentemente de onde você esteja. Ao andar pela casa com o seu iPhone, o telefone vai se conectando automaticamente ao ponto mais próximo sem sofrer perda ou atraso de sinal. Ainda assim, ele é capaz de conversar com o HomePod que está na sala (conectado à mesma rede Wi-Fi) ou com a sua balança inteligente (que só se conecta à frequência de 2,4GHz, por exemplo).

Isso graças à capacidade desses pontos de fazerem a gestão da rede de forma automática; então, não importa se estamos falando de uma smart TV capaz de se conectar a 5GHz ou a tal da balança inteligente, que é mais limitada e só se conecta a redes de 2,4GHz. Todos esses seus produtos conversarão na mesma rede.

Especificações

O sistema que eu testei nos últimos dias suporta conexões de até 1.200Mbps (eu tenho uma conexão de 240Mbps em casa) e conta com dois pontos de acesso. Vale ressaltar que você pode adquirir um kit com três unidades, também, os quais cobrem teóricos 550m².

Ter dois pontos de acesso influencia no alcance do sinal (que fatalmente faz essa cobertura cair de 550m² para algo entre 300-350m², sem dúvida). Falarei mais sobre isso abaixo.

Rede mesh MW6, da Tenda

O sistema tem integração com a Alexa e conta com um app para que você faça a configuração da rede pelo próprio iPhone ou por um aparelho Android.


Ícone do app Tenda WiFi
Tenda WiFi de Shenzhen Tenda Technology Co.,Ltd.
Compatível com iPadsCompatível com iPhones
Versão 3.5.7 (151.7 MB)
Requer o iOS 10.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR
Screenshot do app Tenda WiFiScreenshot do app Tenda WiFiScreenshot do app Tenda WiFiScreenshot do app Tenda WiFiScreenshot do app Tenda WiFi

As unidades conta com duas portas gigabit Ethernet; portas WAN e LAN estão disponíveis apenas no mesh principal; nas outras unidades, as portas atuam como LAN.

Elas têm ainda um botão de reset, são bivolt (100-240V—50/60Hz, 0.6A), compatíveis com os padrões IEEE 802.11ac/a/n (5GHz, até 876Mbps) e IEEE 802.11b/g/n (2,4GHz, até 300Mbps).

Publicidade

O Nova MW6 conta com recursos avançados como suporte à tecnologia Wave 2.0 MU-MIMO + Beamforming, SSID Broadcast, possibilidade de encaminhamento de portas, UPnP, criação de rede para convidados, controle parental e mais.

A caixa do produto vem, como disse, com três unidades de roteadores, fontes de alimentação e um cabo Gigabit Ethernet; as unidades são bem leves (410 gramas) e pequenas (10x10x10cm). O produto conta com sete anos de garantia.

Rede mesh MW6, da Tenda

Os interessados podem visualizar as especificações completas do produto nessa página.

Configuração

Aparentemente, configurar um sistema mesh é algo realmente fácil, já que essa foi a minha segunda experiência com um produto assim e não tive, novamente, nenhuma dificuldade nesse sentido.

Você conecta o cabo do modem ao roteador, liga tudo na tomada, baixa o app oficial (acima), conecta o outro ponto, segue as instruções na tela (configurando nome da rede senha, entre outras coisas) e… pronto. Tudo funcionará como esperado.

Eu procurei, procurei e não achei uma forma de configurar tudo pelo Mac; em contato com o pessoal da Tenda, fui informado que realmente não há como fazer essas configurações por uma interface web, apenas pelo próprio app. Não é algo imprescindível, mas é importante pontuar isso caso você não abra mão de fazer as coisas pelo computador.

Um dos diferenciais do Nova MW6 é que ele conta com luzes nas unidades as quais indicam como está chegando a conexão: verde quer dizer que o sinal está bom; amarelo significa que a segunda/terceira unidade está um pouco longe da primeira e que o sinal não está chegando tão bem; já vermelho quer dizer que a situação está ruim, que você precisa mexer nas localizações das unidades para que elas funcionam de forma mais satisfatória.

Rede mesh MW6, da Tenda

O legal é que você pode desligar esse LED pelo app, caso você tenha uma unidade no seu quarto e a luz esteja atrapalhando o seu sono, por exemplo.

Rede mesh MW6, da Tenda

O app em si é bem simples, mas dá todas as opções de que você precisa. Na aba “Meu WiFi”, ele mostra (em tempo real) quanto o seu iPhone está usando de dados (download e upload) e quais/quantos dispositivos estão conectados a cada uma das unidades.

Rede mesh MW6, da Tenda

Já nas “Configurações”, você faz basicamente tudo: configura a sua rede Wi-Fi e a rede para convidados (que pode ter uma senha válida para sempre, por 4 horas ou por 8 horas), o controle parental, ativa o QoS (priorizar jogos), o encaminhamento de portas, adiciona uma nova unidade do Nova MW6, atualiza o firmware dos roteadores, agenda uma reinicialização automática dos roteadores, entre outras coisas.

Rede mesh MW6, da Tenda

Há até mesmo um assistente inteligente que conecta o seu iPhone à rede de 2,4GHz por 30 minutos para ajudar você a descobrir e instalar produtos/acessórios pela sua casa que só trabalham nessa frequência.

Eu senti falta apenas de uma opção para reiniciar manualmente as unidades pelo app — poderia ter facilmente algo nessa seção de manutenção, por exemplo.

Resolveu o problema do sinal?

Novamente, vamos à saga do meu apartamento. Antes de testar uma rede mesh pela primeira vez, eu tinha dois problemas: conseguir criar uma rede única e manter uma qualidade/alcance bom do sinal em todos os lugares.

Ao testar o sistema mesh da D-Link, eu resolvi facilmente o primeiro problema; já o segundo, nem tanto. Com o sistema mesh da Tenda, os resultados foram bem similares nesse sentido.

A questão da rede única você resolve num piscar de olhos e não precisa mais se preocupar. É realmente ótimo! Já a qualidade e o alcance do sinal, eu novamente tive “problemas” aqui.

Eu acredito que, se estivesse com três unidades do Nova MW6, possivelmente isso seria resolvido. Mas não tenho como saber. O meu apartamento tem 100m² e duas unidades poderiam dar facilmente conta do recado.

E, aqui, vale eu repetir o que disse no teste do sistema mesh da D-Link: o grande problema — e que você também deve enfrentar por aí — é que, no Brasil, as paredes não são feitas de gesso ou de um compensado qualquer como nos Estados Unidos e em outros países. Aqui, temos tijolos, cimento… uma camada difícil para qualquer sinal conseguir transpor sem nenhum tipo e perda. Além disso, espelhos e outros dispositivos eletrônicos também podem causar interferência.

E o desenho do meu apartamento não ajuda:

Planta do apartamento

O ponto de entrada dos cabos — consequentemente, o modem e o roteador principal — fica na sala (ponto 1); já sabendo desse possível problema, eu passei um cabo de rede da sala para o meu quarto justamente para não sofrer com isso (ponto 2).

Só que o erro foi ter passado um cabo de qualidade duvidosa, que aguenta uma conexão de, no máximo 80-90Mbps — o que é um problema, mas não me impede de usar a internet no meu quarto, já que essa conexão é bem superior ao 4G do iPhone.

Mas, apesar de ter conexão na sala e nos dois quartos, no lavabo e na cozinha ela chega mais fraca. Em alguns casos, é melhor inclusive usar o 4G. Talvez, se eu mudasse a posição do roteador principal para o ponto 3 ou se colocasse uma unidade nova ali, o problema não existiria mais. O problema é que isso envolve uma “miniobra” que eu não estou disposto a fazer neste momento.

5GHz vs. 2,4GHz

Sobre o sinal do Nova MW6, eu tenho uma notícia ruim que não necessariamente lhe afetará, mas que aqui se tornou um pequeno problema.

Eu tenho a impressão de que o sinal do roteador na frequência de 5GHz é até um pouco melhor/mais forte que o roteador do D-Link. O problema é que o Nova MW6 me fez usar a frequência de 2,4GHz (que é bem mais lenta, porém com maior alcance) em momentos que definitivamente isso não era necessário.

O roteador fica no meu escritório, literalmente a três passos do meu Mac. Ou seja, não teria motivo para o meu computador se conectar à rede de 2,4GHz, mas vira e mexe ele faz isso. O grande problema, porém, é não ter uma forma de forçar a conexão em 5GHz.

Resumindo: muitas vezes eu estou ao lado do roteador, impossibilitado de desfrutar os 240Mbps de download e 20Mbps de upload da minha conexão.

Tenda Nova MW6 em 2,4GHz

Veja um exemplo de teste de velocidade (no meu iPhone) em 2,4GHz, ao lado do roteador:

Tenda Nova MW6 em 2,4GHz

Como disse, tenho uma internet de 240Mbps de download e 20Mbps de upload. Veja como se saem os testes de velocidade nos vários cômodos da casa:

Latência

CômodoNova MW6COVR-1102
Sala14ms11ms
Quarto das crianças14ms 11ms
Banheiro das crianças12ms11ms
Meu quarto13ms12ms
Meu banheiro14ms13ms
Lavabo14ms13ms
Cozinha12ms12ms

Download

CômodoNova MW6COVR-1102
Sala251Mbps252Mbps
Quarto das crianças205Mbps166Mbps
Banheiro das crianças174Mbps127Mbps
Meu quarto90,7Mbps91,1Mbps
Meu banheiro61,8Mbps44,8Mbps
Lavabo51,6Mbps74,8Mbps
Cozinha29,8Mbps102Mbps

Upload

CômodoMW6COVR-1102
Sala20,9Mbps20,9Mbps
Quarto das crianças20,2Mbps20,7Mbps
Banheiro das crianças19,8Mbps20,9Mbps
Meu quarto20,1Mbps20,7Mbps
Meu banheiro20,6Mbps20,9Mbps
Lavabo20,5Mbps17,9Mbps
Cozinha19Mbps20,8Mbps

Eu não coloquei a área de serviço na tabela pois o sinal simplesmente não chega lá.

Veja que, nos lugares onde eu estou na frequência de 5GHz (quarto das crianças e meu banheiro), a velocidade no Nova MW6 é superior à do COVR-1102; quando eu vou para 2,4GHz (lavabo e cozinha), aí a situação se inverte.

O MW6 parece ter um sinal mais forte nos locais mais distantes dos pontos de acesso. Ainda assim, fica claro que uma terceira unidade realmente faria a diferença para ampliar a cobertura num apartamento como o meu — quem sabe tirando a necessidade de eu precisar usar o roteador cabeado no meu quarto, com uma conexão limitada a 80Mbps.

Vale a pena?

Se você ainda está usando um roteador simples, vale muito migrar para uma rede mesh. A facilidade de ter uma rede só conversando com todos os dispositivos e fazendo essa troca automática conforme você vai se deslocando pelos cômodos é muito boa.

No caso do MW6, me incomodou o fato de essa troca entre 2,4GHz e 5GHz não ser tão inteligente como deveria. Mas, quem sabe, pode ser uma particularidade da minha conexão.

Preços

Os preços no Nova MW6 variam bastante, já que trata-se de um produto importado que é impactado pela flutuação do câmbio.

É possível encontrar o kit com duas unidades por preços a partir de R$940 (Extra, Pontofrio e Casas Bahia); já o de três, a partir de R$1.140 (Amazon). Os produtos também são vendidos no Mercado Livre, na B2W (Americanas.com, Submarino e Shoptime), no KaBuM! e em outras redes varejistas.

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão por cada venda concluída por meio dos links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Recurso "Live Audio" do Facebook, clone do Clubhouse

Com "Live Audio", Facebook também terá cópia do Clubhouse

Próximo Artigo
Atalhos quebrados no iPhone

Compartilhamento de atalhos por links do iCloud está quebrado no momento [atualizado 2x]

Posts Relacionados