O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Novo MacBook Air com chip Apple M1 de lado num fundo escuro

Patente descreve MacBooks com pés retráteis para resfriamento aprimorado

A elevação também melhoraria o ângulo de digitação e a articulação da tela

Sabemos que patentes são apenas ideias que não necessariamente chegarão a produtos e serviços reais, mas elas são uma boa forma de investigarmos que tipo de problema está sendo encarado por engenheiros e que tipos de soluções estão sendo exploradas — por exemplo, a questão do superaquecimento de processadores.

Publicidade

Uma patente recente, descoberta pelo Patently Apple e intitulada “Pés retráteis para articulação da tela e performance térmica”, descreve… bom, descreve exatamente isso: uma tecnologia que permitiria MacBooks do futuro empregar pés retráteis, ativados ou desativados de acordo com a necessidade, que levantariam a máquina em alguns milímetros extras para ampliar a circulação de ar na sua parte inferior, melhorando o resfriamento — e, de quebra, dando ao usuário uma melhor inclinação para digitar e um ângulo ampliado para maior articulação da tela.

Patente de pés retráteis para MacBooks

Os pés retráteis ficariam localizados na traseira do dispositivo e poderiam levantar a máquina em pelo menos 3,8mm. A patente descreve várias técnicas para tornar a funcionalidade possível — na mais simples delas, o mecanismo estaria ligado à dobradiça da tela e os pés seriam ampliados sempre que o computador estivesse com a tampa aberta.

Outros esquemas mostram mecanismos ativados pneumaticamente, por pequenos motores ou mesmo manualmente, pelo usuário. Em alguns dos desenhos técnicos, toda a base do computador seria expandida, em vez dos seus pés, e essa “seção extra” teria entradas de ar otimizadas para melhorar o resfriamento interno.

Patente de pés retráteis para MacBooks

A patente descreve, por fim, as integrações dessa possível tecnologia com o software (que ativaria ou desativaria os pés de acordo com a exigência da tarefa sendo realizada) e os desafios técnicos da sua implementação: os componentes, afinal de contas, ocupariam precioso espaço dentro da máquina quando retraídos. Os engenheiros sugerem a utilização do espaço de componentes como antenas e alto-falantes.

Da nossa parte, sabemos que o Apple Silicon tem um gerenciamento térmico muito eficiente — que possibilitou, inclusive, a retirada completa das ventoinhas dos novos MacBooks Air. De qualquer forma, ideias para melhorar o resfriamento dos computadores sempre são muito bem-vindas, afinal, quanto menos quente a máquina, melhor a sua performance.

Por mais que os pés retráteis não cheguem a existir (nunca digamos nunca), é interessante notar que os engenheiros da Maçã estão trabalhando em novas formas de deixar os Macs do futuro sempre fresquinhos e prontos para qualquer trabalho.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

iPhone sobrevive um mês inteiro em lago congelado

Próximo Artigo
Apple Watch Series 6 vermelho

Oferta: Apple Watch Series 6 de 44mm por R$3.799!

Posts Relacionados