O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Mr.Mikla / Shutterstock.com
Android vs. iOS

Google coleta 20x mais dados no Android que Apple no iOS, aponta estudo

O Google contestou o resultado da pesquisa, entretanto

Diz o senso comum que o iOS é um sistema operacional mais amigável à privacidade do usuário do que o Android — e, considerando as evidências coletadas ao longo dos anos e as novidades introduzidas no iOS 14.5, parece que esse é um daqueles raros casos em que o senso comum está de fato correto.

Publicidade

Pois recentemente, uma pesquisa do Trinity College [PDF] chegou para pintar este cenário com números: o estudo, liderado pelo professor de ciências da computação Douglas Leith, indicou que a quantidade de dados dos usuários coletada pelo Google no Android é cerca de 20x superior em relação às informações coletadas pela Apple dos seus usuários no iOS.

A pesquisa levou em conta dados coletados pelas empresas nos apps nativos dos sistemas, nas navegações dos usuários e também nos momentos em que os smartphones estão inativos. Segundo os pesquisadores, a Apple coleta dados de três apps ou elementos do iOS: Siri, Safari e iCloud. Já o Google abocanha informações de muito mais fontes: Chrome, Google Docs, Safetyhub, Google Messenger, a busca e até mesmo o relógio — mesmo se o usuário não estiver logado em uma conta da empresa.

Colocando a diferença em números, o Android envia, em média, cerca de 1MB de dados de cada usuário ao Google a cada 12 horas; enquanto isso, o iOS envia cerca de 52KB aos servidores da Apple no mesmo período. Considerando todo o universo de smartphones nos Estados Unidos, o Google coleta cerca de 1,3TB de dados a cada 12 horas, enquanto a Apple coleta cerca de 5,8GB.

Publicidade

O Google, entretanto, discordou da metodologia da pesquisa, afirmando que o envio de informações dos usuários às fabricantes é essencial para o funcionamento de qualquer sistema operacional e não deveria ser usado como métrica de privacidade. Ao 9to5Mac, a gigante enviou o seguinte comunicado:

Nós identificamos falhas na metodologia da pesquisa para medir volume de dados e discordamos das conclusões do estudo, de que o Android compartilharia 20 vezes mais dados que um iPhone. De acordo com a nossa pesquisa, essas conclusões estão erradas em uma ordem de magnitude, e nós compartilhamos nossas preocupações com os pesquisadores antes da publicação.

A pesquisa descreve basicamente como smartphones funcionam. Carros modernos enviam dados básicos sobre componentes do veículo, seu status de segurança e agendamentos de revisões às montadoras, e os smartphones funcionam de forma bem semelhante. O estudo detalha essas comunicações, que ajudam a certificar que o iOS ou o Android estejam atualizados, que os seus serviços estejam funcionando normalmente e que os aparelhos estejam seguros e rodando de forma eficiente.

Uma outra questão deve ser considerada: além das informações enviadas às fabricantes dos smartphones, usuários também têm que se preocupar (talvez mais ainda) com os dados que são compartilhados com apps de terceiros — afinal de contas, é neles que mora o “filé” do tráfego de informações pessoais (sensíveis, inclusive) e as ameaças de privacidade. E, nesse sentido, o iOS tem dado passos muito mais contundentes para evitar o compartilhamento excessivo de dados.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Recalibragem do sistema de relatório da saúde da bateria no iOS 14.5

iOS 14.5 fará recalibragem do sistema de saúde da bateria de iPhones 11

Próximo Artigo
App Store e Google Play

Recorde: usuários gastaram US$32 bilhões em apps no 1º trimestre

Posts Relacionados