O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Snap testa técnica para rastrear usuários sem permissão no iOS

Segundo a empresa, a ferramenta tem resultados 95% positivos
Snap
Foto de Alexander Shatov no Unsplash

Vejam como é o mundo: agora há pouco, falamos sobre como a Apple começou a rejeitar aplicativos que empregam SDKs que rastreiam os usuários sem obter permissão antes — tudo, claro, como parte das novidades de privacidade do iOS 14.5 e da App Tracking Transparency (ATT). Agora, uma das grandes empresas de mídias sociais do mundo (a Snap, dona do Snapchat) anunciou que está testando uma ferramenta… que faz exatamente isso.

Publicidade

Segundo o Financial Times, a ferramenta tem uma taxa de 95% de sucesso na identificação de usuários individuais, e utiliza uma técnica muito parecida com a dos SDKs banidos, chamada de “correspondência probabilística”. A ideia, aqui, é capturar alguns traços de dados deixados pelos usuários em suas navegações (como endereços IP) para traçar a sua identidade e, com isso, direcionar anúncios de forma mais efetiva.

A Snap garantiu que os testes da ferramenta serão encerrados assim que a ATT seja plenamente efetivada — reconhecendo, desta forma, que a aplicação atual da técnica não respeita as novas regras de privacidade da Apple. Ainda assim, a notícia já mostra bem qual o objetivo da empresa: continuar desenvolvendo formas de rastrear os usuários mesmo após o paredão erguido pela Maçã nos seus novos sistemas.

Vale lembrar que, recentemente, a Snap disse apoiar as mudanças de privacidade do iOS 14 (mesmo reconhecendo um cenário incerto para o mundo dos anúncios). Hoje, com a divulgação dos testes da sua ferramenta, a empresa reafirmou uma (suposta) aprovação à ATT e à privacidade dos consumidores:

Publicidade

Nós apoiamos e seguiremos as novas regras da Apple, porque sempre acreditamos que os anúncios devem respeitar a privacidade dos usuários.

Resta saber, agora, duas coisas: primeiro, como (ou se) o Snap adaptará a sua ferramenta para que ela funcione a contento com o iOS 14.5; e segundo, claro, como a Apple reagirá a isso tudo.

via 9to5Mac

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Logitech K835 TKL

Logitech lança teclados mecânico e ergonômico no Brasil

Próximo Artigo
ECG no Apple Watch

Apple abre vaga para cardiologista com experiência em desenvolvimento de produto

Posts Relacionados