O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Bloomberg
Tim Cook

Tim Cook diz que pretende deixar a Apple nos próximos anos

Em uma nova entrevista ao podcast Sway, produzido pela jornalista Kara Swisher, do The New York Times, o CEO1 da Apple, Tim Cook, falou sobre diversos assuntos — incluindo sua posição na empresa, as controvérsias envolvendo o recurso App Tracking Transparency (ATT), o processo contra a Epic Games, entre outros.

Publicidade

Vamos conferir os destaques, a seguir.

CEO não mais?

Cook está entrando em seu décimo ano como CEO da Apple e, quando questionado se ele ainda estará na empresa pelos próximos dez anos, ele disse que “não espera permanecer na empresa na próxima década”, mas que também não planeja se aposentar, ainda.

Mais dez anos? Provavelmente não. Mas posso dizer que me sinto ótimo agora e a data não está à vista. Mas mais dez anos é muito tempo — e provavelmente não [ficarei] mais dez anos.

Swisher perguntou quais planos ele tinha para depois que deixasse seu cargo, e o que ele poderia fazer uma vez que a Apple estivesse no passado para ele.

Não tenho a menor ideia porque amo tanto essa empresa que é difícil imaginar minha vida sem ela. E eu acho que não saberei até depois de não estar aqui. Porque acho que vou correr tão rápido que nunca vou realmente pensar nisso até que eu não esteja mais correndo. Isso faz algum sentido?

Facebook e ATT

Como informamos, o Facebook foi (e ainda é) a gigante da tecnologia que argumentou mais vocalmente contra as mudanças de privacidade da Apple — incluindo a ATT, que será implantada com o iOS 14.5.

O Facebook diz que as pequenas empresas dependem do rastreamento de usuários para fornecer anúncios personalizados e que, com a ATT, esses anúncios “serão menos eficazes”. No entanto, quando indagado sobre a reação da empresa à implementação do recurso, Cook disse ficou “chocado” com a resposta.

Publicidade

Tudo o que estamos fazendo, Kara, é dar ao usuário a escolha de ser rastreado ou não. E acho difícil argumentar contra isso. Fiquei chocado com o fato de que houve um retrocesso neste grau.

Perguntado sobre como o recurso impactará o Facebook, Cook disse que não está “focado no Facebook”, dizendo que a Apple “adiciona novas ferramentas e recursos a cada ano que melhoram e dobram a privacidade de usuários”.

Falando mais especificamente sobre quais ações podem ser necessárias contra as empresas que rastreiam usuários, Cook disse que costumava acreditar firmemente “na capacidade das empresas de se autorregularem”, mas observa que agora isso mudou.

Epic Games

No que tange à batalha judicial da Apple contra a Epic Games, Cook contou que a Epic “há muito tempo seguia as regras da ‌App Store‌, mas decidiu não seguir mais as diretrizes que todos os outros desenvolvedores seguem”.

É sobre viver de acordo com as regras e diretrizes da ‌App Store‌, e eles fizeram isso por anos e então decidiram, evidentemente, que não queriam mais seguir as regras e, depois de passar pela revisão do aplicativo, eles alteraram um recurso no lado do servidor deles. Portanto, foi uma espécie de movimento enganoso. E então vamos ao tribunal. Estamos vindo para contar nossa história. Vamos falar sobre os aspectos de privacidade e segurança da loja. E estamos confiantes em nosso caso.

Um dos maiores argumentos da ‌Epic sobre o ecossistema da Apple é a falta da chamada “liberdade” para usuários baixarem aplicativos de outros lugares que não a ‌App Store‌. Cook disse que o sideload (possibilidade de baixar apps fora da App Store), no entanto, “quebraria a privacidade e a segurança do iPhone”.

Realidade aumentada

Como de costume, Cook nunca comenta futuros produtos da Apple; no entanto‌, o executivo contou que realidade aumentada é uma tecnologia “extremamente importante” para o futuro da Apple. O CEO prevê um futuro em que as conversas incluem mais do que apenas palavras, como também artefatos aparecendo em um espaço virtual.

Bem, eu não posso falar sobre nada que possamos ou não ter no nosso planejamento. Indiscutivelmente, nossa conversa poderia ser ainda melhor se pudéssemos aumentar nossa discussão com gráficos ou outras coisas que aparecessem virtualmente nesse espaço. Seu público também se beneficiaria com isso, eu acho. E então, quando penso nisso em diferentes campos, seja saúde, educação, jogos, varejo, já estou vendo a realidade aumentada decolar em algumas dessas áreas. E acho que a promessa é ainda maior no futuro. Portanto, é uma parte extremamente importante do futuro da Apple.

No restante da entrevista, Cook‌ falou sobre seu relacionamento com a administração do presidente Joe Biden e também comentou o fiasco envolvendo o app Parler e a App Store.

Publicidade

A entrevista completa, de 36 minutos, está disponível no Apple Podcasts.

via 9to5Mac [1, 2]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Ícone do Adobe Illustrator

Adobe Illustrator ganha beta para o Apple Silicon

Próximo Artigo
Novo Coronavírus (COVID-19)

Inteligência artificial de app pode detectar COVID-19 pela voz

Posts Relacionados