O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

iMessage
guteksk7 / Shutterstock.com

Apple revela por que não levou o iMessage ao Android

O ex-chefão do iOS, Scott Forstall, já havia dito que a Apple queria abrir o iMessage (ou, pelo menos, alguns dos seus melhores recursos) para outras plataformas.

Publicidade

Como sabemos, isso nunca aconteceu, e a Apple basicamente confirmou o que muitos suspeitavam: a companhia mantém o iMessage de forma exclusiva nos seus sistemas para que as pessoas não saiam deles, é claro.

O [motivo] mais difícil para deixar o ecossistema da Apple é o iMessage… ele representa um sério aprisionamento.

A “constatação” foi divulgada pela Epic Games nos documentos enviados à corte frente ao julgamento que ocorrerá no próximo mês. Ontem, inclusive, comentamos os argumentos da Apple e também da Epic, nos quais os executivos da Maçã já falavam sobre a indisponibilidade do mensageiro no Android.

De acordo com o arquivamento da Epic, que cita o chefão de softwares e serviços para internet, Eddy Cue, a Apple decidiu não desenvolver o iMessage para Android já em 2013 — após o lançamento do serviço de mensagens junto ao iOS 5, em 2011.

Publicidade

Cue admitiu que a Apple “poderia ter feito uma versão para Android que funcionasse com o iOS”, para que usuários de ambas as plataformas pudessem trocar mensagens entre si perfeitamente. Evidentemente, tal versão nunca foi desenvolvida.

[A Apple] poderia ter feito uma versão [do iMessage] para Android que funcionasse com o iOS. Também teria compatibilidade cruzada com o plataforma iOS, de modo que usuários de ambas as plataformas pudessem trocar mensagens entre si perfeitamente.

O iMessage é extremamente popular entre usuários do iPhone (principalmente) nos Estados Unidos. Por esse motivo, inclusive, muitas pessoas não migram para um dispositivo Android, já que não poderão continuar fazendo parte de seus grupos existentes no mensageiro da Apple.

via The Verge

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Safari

Pesquisador ganha US$100 mil com vulnerabilidade do Safari

Próximo Artigo

Vídeo: dominando o app Notas da Apple

Posts Relacionados