O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Epic quer transformar App Store em “mercado de pulgas”, diz Tim Cook

O CEO afirmou, ainda, que a Apple não se opõe ao mercado de anúncios digitais
Tim Cook
Engadget

A Apple, como vocês provavelmente já sabem, está se preparando para um dos julgamentos mais importantes da sua história — e Tim Cook também, já que ele será uma das testemunhas na batalha judicial da Maçã contra a Epic Games, a ser iniciada no dia 3 de maio. Isso não impediu o CEO1, entretanto, de desferir mais alguns ataques contra a adversária de Cupertino antes da luta principal.

Publicidade

Em entrevista ao Toronto Star, Cook afirmou que os objetivos da Epic — de abrir os sistemas de pagamento e as lojas de aplicativos no iOS — transformariam a App Store num “mercado de pulgas”:

No coração das exigências da Epic, eles querem que cada desenvolvedor use seus próprios sistemas de pagamento. Mas isso tornaria a App Store um mercado de pulgas — e você sabe o nível de confiança que você tem num mercado de pulgas.

A quantidade de pessoas fazendo negócios num mercado desse tipo seria drasticamente menor — o que seria ruim para os usuários, pois eles perderiam toda a inovação. […] E os desenvolvedores perderiam porque não teriam um grande público para vender. Então ninguém ganha num ambiente como esses.

Na entrevista, Cook tocou ainda em vários outros assuntos relacionados às batalhas recentes da Maçã — como a App Tracking Transparency (ATT), a principal mudança de privacidade do iOS 14.5 que já causou enormes rebuliços no mercado dos anúncios digitais.

O CEO afirmou, inclusive, que a Apple não é contra publicidade nos seus dispositivos e que o mercado poderá superar a situação de uma forma mais sustentável para a privacidade dos usuários:

Publicidade

Nós não somos contra os anúncios digitais. Eu acho que a publicidade digital há de perseverar em qualquer situação, pois os usuários passam cada vez mais tempo online e menos tempo na TV linear. Qualquer tipo de publicidade digital vai se dar bem em qualquer situação. A questão é: como nós permitiremos que a construção desses perfis detalhados [dos usuários] existam sem o seu consentimento?

Cook defendeu ainda a ATT como uma forma de colocar a escolha — do rastreamento ou não — nas mãos do usuário:

Nós sentimos que é a nossa responsabilidade ajudar nossos usuários a fazer essa decisão, mas nós não tomaremos a decisão por eles — porque não é uma escolha nossa. O que acontece com nossos dados deve ser uma escolha de cada um — quem os recebe e o que é feito com eles, por exemplo.

Sobre a informação de que grandes empresas (como a Procter & Gamble) e até órgãos estatais chineses estariam explorando formas de contornar a ATT, Cook afirmou, basicamente, que onde há fumaça, há fogo — mas não chegou a especificar quais medidas a Apple tomará contra essas ferramentas:

A única razão que você teria para lutar contra [a ATT] seria acreditar que você vai coletar menos dados. E a única razão que você teria para coletar menos dados seria porque as pessoas estão conscientemente decidindo não lhe entregar isso — sendo que elas não estavam sendo consultadas sobre a questão antes.

Vale notar que, na entrevista, Cook afirmou que a ATT será lançada “em algumas semanas” — o que provavelmente significa que o iOS 14.5 está chegando. Finalmente!

via 9to5Mac

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

TextSniper ganha suporte ao português no macOS Big Sur

Próximo Artigo
Ilustração da Apple sobre App Store

App Store já é responsável por 243 mil empregos no Canadá

Posts Relacionados