O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Chip Secure Enclave, da Apple

Silenciosamente, Apple atualizou Secure Enclave dos seus chips no ano passado

Aparentemente, alguma razão muito forte obrigou os engenheiros da Maçã a fazerem a mudança no meio de uma geração

Se você usa (e/ou conhece) os produtos da Apple, possivelmente já ouviu falar da Secure Enclave. Caso contrário, trata-se do coprocessador, presente em todos os chips recentes da Maçã, responsável pela segurança “física” das máquinas — é ele que criptografa as chaves de todas as operações, mantendo a integridade do seu dispositivo mesmo que o kernel dele esteja comprometido.

Publicidade

O que nós não sabíamos — até agora — é que, em algum momento no fim de 2020, a Apple atualizou silenciosamente a Secure Enclave dos seus dispositivos para uma segunda geração. E ninguém sabe exatamente o motivo disso.

Quem percebeu a mudança foi o usuário do Twitter Andrew Pantyukhin: em um documento de suporte da Apple, fica claro que todos os dispositivos com chips A12 e A13 vendidos antes do outono (do hemisfério norte) de 2020 têm a Secure Enclave de primeira geração, enquanto aqueles vendidos após este período já vêm com o chip de segunda geração. Todos os dispositivos com processadores A14 já trazem o chip de segurança atualizado.

A mudança vale também para os processadores S5, do Apple Watch Series 5: aqueles produzidos antes do outono do hemisfério norte têm a Secure Enclave de primeira geração, enquanto os posteriores já vêm com o chip mais recente. O processador S6, do Apple Watch Series 6, já vem com a nova Secure Enclave por padrão.

O mais recente Guia de Segurança de Plataformas da Apple [PDF] descreve exatamente o que muda entre as gerações — e a mudança está, especificamente, no Componente de Armazenamento Seguro, o elemento da Secure Enclave responsável por armazenar as chaves de operação criptografadas do dispositivo:

Publicidade

Dispositivos lançados no outono de 2020 ou posteriormente são equipados com um Componente de Armazenamento Seguro de segunda geração, que adiciona contra-cofres. Cada contra-cofre armazena um sal de 128 bits, um verificador de senhas de 128 bits, um contra de 8 bits e um valor máximo de tentativas de 8 bits. O acesso aos contra-cofres é criptografado por meio de um protocolo autenticado.

Contra-cofres detêm a entropia necessária para desbloquear dados dos usuários protegidos por senha. Para acessar os dados, a Secure Enclave do dispositivo precisa deduzir a entropia de senha correta no código de acesso do usuário e na Identidade Única (UID) da Secure Enclave. O código do usuário não pode ser obtido usando tentativas de desbloqueio de qualquer fonte que não seja a própria Secure Enclave. Se o número de tentativas é excedido (por exemplo, 10 tentativas no iPhone), os dados protegidos por senha são completamente apagados pelo Componente de Armazenamento Seguro.

A Apple não explicou, claro, a razão para uma mudança tão drástica e silenciosa — todas as apostas, entretanto, estão em alguma vulnerabilidade ou brecha descoberta pelos engenheiros da Maçã (ou por outros pesquisadores).

É possível que a segunda geração da Secure Enclave torne mais difícil a ação das ferramentas desbloqueadoras de iPhones — como as da Cellebrite, que, na semana passada, foram utilizadas pela Polícia do Rio de Janeiro para coletar evidências e prender o vereador Dr. Jairinho e sua namorada, Monique Medeiros, pela suspeita da morte do menino Henry Borel.

Publicidade

A Maçã também não explicou algumas informações pouco claras incluídas na lista de dispositivos com cada versão da Secure Enclave. A empresa fala, por exemplo, que todos os dispositivos com chip A13 lançados após o outono de 2020 já vêm com a segunda geração do coprocessador, mas o último dispositivo lançado com chip A13 foi o iPhone SE de segunda geração, em abril de 2020 (muitos meses antes).

É possível que todos os dispositivos com chip A13 — como a família dos iPhones 11 — tenham sido atualizados no outono de 2020 para serem despachados com a nova geração da Secure Enclave. Mas não é isso que as palavras escolhidas pela Apple dão a entender, na lista.

O fato é que, pelo visto, os aparelhos mais recentes já contam com proteções mais robustas, o que é sempre bem-vindo. Para termos mais detalhes sobre a mudança, entretanto, precisaremos de uma explicação um pouco mais detalhada por parte da Maçã.

via MacRumors

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Apple Covent Garden em Londres (Reino Unido)

Após lockdown, Apple reabre suas 38 lojas no Reino Unido

Próximo Artigo
"Mythic Quest: Raven’s Banquet"

Apple TV+ divulga o trailer da 2ª temporada de "Mythic Quest: Raven’s Banquet"

Posts Relacionados