O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Após lançamento do AirTag, Tile pede investigação

A empresa testemunhará hoje perante o Congresso americano
Família de rastreadores da Tile

Não deu nem tempo de a Apple lançar o AirTag. Quer dizer, até deu. Mas só para isso, mesmo.

Publicidade

Logo após o anúncio da Apple, a Tile (uma das empresas pioneiras nesse mercado de rastreadores) já se manifestou, dizendo que cobrará do Congresso americano que olhe mais de perto as práticas e os negócios da Maçã — especificamente, é claro, a entrada da gigante no mercado de rastreadores.

A briga da Tile com a Apple não é de hoje: ela começou, para ser sincero, poucos meses após o surgimento dos primeiros rumores do AirTag. De fato, não deve ser nada fácil ver a Apple chegar ao mercado oferecendo basicamente os mesmos recursos — assim como a Apple está fazendo, smartphones com o aplicativo da Tile instalados também criam uma rede de comunicação para “conversar” e a ajudar no rastreamento de itens.

A Apple tratou de “se proteger” antes de lançar o AirTag, abrindo a plataforma Buscar para que outras fabricantes de rastreadores, incluindo a Tile, possam usar as capacidades do app nativo do iOS, do iPadOS, do macOS e do watchOS para encontrar pertences.

Ainda assim, a Tile argumenta que é muito difícil para ela simplesmente abrir mão do relacionamento direto que já criou com clientes, usando o seu próprio app (que tem acesso a menos recursos do que o app nativo da Apple), e migrar pro Buscar. Para a Tile, o simples fato de a Apple entrar no mercado permite que ela domine-o por conta da vantagem que ela tem ao ser a responsável por todo o ecossistema.

AirTag

A Tile já testemunhou no Congresso em 2020 e, hoje (21/4), testemunhará novamente ao lado de outras empresas que também estão criticando a Apple, como a Match e o Spotify (estas, por sua vez, reclamam da taxa da Apple, seguindo uma linha parecida com a da Epic, que quer não apenas mais opções de sistemas de pagamentos interno como também uma relação direta com consumidores, sem o intermédio da Maçã).

Eis a declaração do CEO1 da Tile, dada logo após o lançamento do AirTag:

Nossa missão é resolver a dor cotidiana de encontrar coisas perdidas e extraviadas, e ficamos lisonjeados ao ver a Apple, uma das empresas mais valiosas do mundo, entrar e validar a categoria na qual a Tile foi pioneira.

A razão pela qual tantas pessoas recorrem à Tile para localizar seus itens perdidos ou extraviados é por conta do valor diferenciado que oferecemos aos nossos consumidores. Além de fornecer um conjunto de recursos líder do setor, por meio do nosso aplicativo que funciona em dispositivos iOS e Android, nosso serviço é perfeitamente integrado a todos os principais assistentes de voz, incluindo Alexa e Google. E com formatos para cada tipo de uso e muitos estilos diferentes a preços acessíveis, há um Tile para todos.

A Tile também fez parceria de sucesso com as principais marcas, como HP, Intel, Skullcandy e Fitbit, para uso da nossa tecnologia de descoberta em categorias de consumo de massa, como laptops, fones de ouvido e wearables. Com mais de 30 parceiros, estamos ansiosos para estender os benefícios do Tile a milhões de clientes e possibilitar uma experiência que os ajudem a controlar todos os seus pertences importantes.

Nos aplaudimos a concorrência, desde que seja uma concorrência justa. Infelizmente, dado o histórico bem documentado da Apple de usar sua vantagem de plataforma para limitar injustamente a concorrência em seus produtos, estamos céticos. E dada a nossa história anterior com a Apple, achamos que é totalmente apropriado que o Congresso examine mais de perto as práticas comerciais da Apple específicas para sua entrada nesta categoria. Agradecemos a oportunidade de discutir essas questões no Congresso.

A Apple, é claro, respondeu:

Publicidade

Trabalhamos desde o início do iPhone para ajudar a proteger a privacidade dos dados de localização de usuários, dando-lhes transparência e controle sobre como todos os aplicativos podem acessar e compartilhar sua localização. A Apple criou o Buscar há mais de uma década, para ajudar usuários a localizar e gerenciar dispositivos perdidos de maneira privada e segura. Desde então, expandimos o Buscar para ajudar usuários a manter o controle sobre outras coisas importantes em suas vidas — desde o compartilhamento de localização com amigos e familiares até a localização de produtos de terceiros, como bicicletas da VanMoof e rastreadores de itens da Chipolo. Sempre abraçamos a competição como a melhor forma de proporcionar ótimas experiências para nossos clientes e trabalhamos muito para construir uma plataforma no iOS que permita o sucesso de desenvolvedores terceiros.

Ainda que toda e qualquer discussão envolvendo possíveis práticas anticompetitivas seja muito bem-vinda, o TechCrunch ressaltou que a Tile tem 90% de market share e que a Apple precisará vender muitos, muitos AirTags para conseguir tomar a dianteira nesse mercado.


AirTag (miniatura)
AirTag de Apple Preço à vista: a partir de R$332,10
Preço parcelado: em até 12x de R$30,75
Característica: rastreador (Bluetooth e UWB)
Pacotes: uma ou quatro unidades
Lançamento: abril de 2021

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão por cada venda concluída por meio dos links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Quais são as novidades da nova Apple TV 4K?

Próximo Artigo
Nova Apple TV 4K com Siri Remote vistos de cima

Novo Siri Remote infelizmente não conta com um chip U1

Posts Relacionados